«

»

set 02 2008

Imprimir Post

Backups com o Genie Backup Manager

Há algum tempo escrevi esse post, onde dava continuidade a um post anterior sobre ferramentas de backup, nele dizia que não estava satisfeito com o desempenho do Acronis True Image, que ele faz a maior bagunça com o esquema de backup incremental. Tentei até mesmo fazer apenas backups completos, mas ainda assim as vezes o backup enrosca e fica ocupando 100% de tempo de um núcleo até alguém resolver pará-lo. Assim cansei dele e resolvi procurar uma alternativa.

A primeira tentativa foi com o Second Copy, o qual achei muito limitado, pode fazer bem a tarefa de sincronizar arquivos (algo que o SyncBack faz melhor na minha opinião), mas não serve pra backups mais sofisticados, só consegue manter várias versões do mesmo arquivo se não usar nenhum tipo de compressão, aí fica difícil…

A segunda tentativa foi o Genie Backup Manager, e esse parece ser um bom programa de backups e está se saindo bem até o momento. Copia não apenas os arquivos/pastas selecionados, mas também tem opção de fazer backup das fontes do Windows, do registro do Windows, e configurações de programas selecionados. Também é possível fazer download de plugins feitos por terceiros, que dão suporte a cópia de configuração de outros softwares que não são oficialmente suportados, como o Mozilla Thunderbird. Também dá pra fazer cópias incrementais, diferenciais, etc. O destino pode ser um caminho de rede, um CD/DVD, um FTP, um pendrive, etc. porém só testei a primeira opção. Os arquivos gerados são arquivos zip, tem uma extensão própria (.gbp), mas se renomeados para zip podem ser abertos pelo WinZip, o que considero uma vantagem, pois se o software der algum problema so backups ainda estarão acessíveis. Pode ser utilizada criptografia, e o usuário pode optar entre a padrão do formato zip (fraca) e a AES de 128, 192 ou 256 bits (quanto mais bits, mais forte). Também dá pra configurar quantas versões anteriores serão mantidas. Por exemplo: eu configurei um backup diário, sendo que podem haver até 10 incrementais e aí um novo backup completo é gerado, e o software mantém os 3 últimos backups completos e seus respectivos incrementos (o que dará aproximadamente um mês).

Há possibilidade de agendamento dos backups, o que pode ser feito pelo programa, mas na verdade usa o Agendador de Tarefas do Windows, assim o backup pode ser feito mesmo quando o usuário não está logado. Ele não funciona como serviço do Windows, o que pode ser uma vantagem e desvantagem ao mesmo tempo, a vantagem é que não havendo um serviço rodando o tempo todo, economiza-se memória, a desvantagem é depender do agendador de tarefas, o que nem é realmente uma desvantagem. Porém, note que a opção de “executar uma tarefa o mais cedo possível após uma inicialização agendada tiver sido perdida” não tem como ser habilitada pela interface do programa, é preciso usar o agendador de tarefas pra isso, modificar a opção “Configurar” de “Windows Server 2003, Windows XP ou Windows 2000” para “Windows Vista ou Windows Server 2008”, já que tal opção parece ser suportada apenas pelas últimas versões do Windows cliente e servidor (respectivamente). Eu gosto de usar a tal opção pois sempre agendo os backups para a madrugada, mas as vezes resolvo deixar o micro dormindo de madrugada (ou mesmo ele dorme sozinho quando fica ocioso) mas não quero que a tarefa seja ignorada por causa disso, mas sim que seja executada quando o micro acordar. Durante os backups uma atividade intensa de disco rígido é gerada (inclusive na de cópia de registro), então é bom deixá-la para quando o micro estiver ocioso.

Algo importante que aprendi e que quase me fez desistir desse programa (e que na verdade não é falha desse programa específico, mas aconteceria com qualquer outro): ao colocar como destino um caminho de rede, use sempre o caminho completo (tipo //micro/caminho/backup), nunca use um drive mapeado (tipo Y:\backup), pois se você agendar a tarefa usando a opção “Executar estando o usuário conectado ou não”, o programa será executado sem que o caminho seja pré-mapeado, e assim o backup falhará silenciosamente. E é um erro difícil de detectar, já que se o backup for executado manualmente ou com a opção “Executar somente quando o usuário estiver conectado”, tudo correrá bem, pois com o usuário logado o drive estará mapeado. Já tinha percebido isso com o Acronis há muito tempo, mas acabei esquecendo na hora de configurar o Genie, assim é bom eu frizar aqui, caso eu volte a esquecer no futuro e procure algo no Google, talvez encontre meu próprio artigo. 🙂

Sobre o autor

Skooter

Skooter é cientista da computação e fundador do Skooter Blog. Tem interesse em tudo relacionado a tecnologia e gosta de economizar fazendo suas compras diretamente do exterior.

Link permanente para este artigo: http://www.skooterblog.com/2008/09/02/backups-com-o-genie-backup-manager/

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificar sobre
avatar
wpDiscuz