«

»

mar 04 2016

Imprimir Post

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat ESP22A1

O Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat, modelo ESP22A1, pode ser utilizado de duas formas:

  • Para misturar o sinal de VHF/UHF ao de satélite em um mesmo cabo coaxial.
  • Para separar o sinal de VHF/UHF e o de satélite que vem em um mesmo cabo coaxial.

O sinal de TV terrestre em VHF e UHF utiliza as frequências de 54 MHz a 806 MHz (canal 2 do VHF ao canal 69 do UHF). TVs por satélite utilizam frequências de microondas, mas o LNB (que fica na antena) converte essas frequências mais altas para faixas entre 950 e 2150 MHz. Com isso é possível que ambos os sinais compartilhem o mesmo cabo.

Este compartilhamento de cabo é interessante em situações onde não é possível passar cabos separados para a TV aberta e para a TV por satélite. Um Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat pode ser usado junto às antenas para misturar o sinal. Entra um cabo vindo da(s) antena(s) de VHF/UHF e outro vindo do LNB da antena de TV via satélite, sai um cabo com os dois sinais combinados.

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat também serve para separar os sinais junto aos decodificadores, TVs e receptores. Nesse caso entra o sinal misturado e sai dois cabos separados, um com o sinal de VHF/UHF e outro com o sinal da TV por satélite.

Em um exemplo de utilização, pode-se utilizar a Chave Comutadora 3×4 Nanosat NS34ST ou um Diplexer VHF/UHF/SAT para combinar o sinal junto às antenas, e então usar um  Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat junto a cada TV para separar o sinal de VHF/UHF para ser conectado à TV e o sinal de satélite para ser conectado ao decodificador de TV via satélite.

Mesmo quem usa cabos separados para VHF/UHF e TV por satélite pode precisar de um Diplexer VHF/UHF/SAT para misturar os dois sinais e conectá-los em uma única entrada do decodificador de TV por satélite, caso este decodificador também sintonize canais de TV Digital Terrestre. Este é o caso dos novos decodificadores da Sky, SH26 e SHR26. Para que eles sintonizem os canais de TV Digital Terrestre é preciso que o sinal de UHF esteja misturado no mesmo cabo.

É importante destacar que o Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat deixa passar a corrente contínua necessária para que os decodificadores de TV por satélite alimentem o LNB que fica junto à antena. A corrente passa apenas da entrada/saída combinada para a entrada/saída do sinal de satélite. A entrada/saída de VHF/UHF fica isolada, de forma que a corrente não vá para a antena de VHF/UHF nem para a entrada de antena da TV ou receptor de TV digital terrestre.

O sinal misturado nunca deve ser ligado diretamente à uma TV ou receptor de TV digital por conta deles possivelmente não estarem preparados para filtrar esta corrente que acompanha o sinal de satélite. É preciso usar um Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat ou um filtro de corrente.

A perda por inserção do Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat é ≤ 2,0 dB no VHF/UHF e ≤ 1,5 dB no sinal de satélite.

6 Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat, em suas embalagens

6 Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat, em suas embalagens

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Diplexer VHF/UHF/SAT Nanosat

Para comprar os melhores preços de Diplexer VHF/UHF/SAT, clique aqui.

Sobre o autor

Skooter

Skooter é cientista da computação e fundador do Skooter Blog. Tem interesse em tudo relacionado a tecnologia e gosta de economizar fazendo suas compras diretamente do exterior.

Link permanente para este artigo: http://www.skooterblog.com/2016/03/04/diplexer-vhfuhfsat-nanosat/

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. 1
    Polter

    Interessante. Nunca tive TV por satélite, mas pelas suas postagens parece que é complicado. Pelo cabo é só ligar o cabo no receptor e o hdmi na TV sem se preocupar com mais nada.

    1. 1.1
      Skooter

      Sim, na TV a cabo é mais simples porque ela pode segmentar mais, incluindo o sinal de todas as afiliadas locais, praticamente dispensando o sinal de TV aberta terrestre. Além disso, o cabo dela não pode ser compartilhado, visto que eles já usam todo o espectro viável por padrão. Mas quem quer usar também a TV terrestre encontra algumas complicações, por exemplo:

      • É obrigatório usar dois cabos (não dá para multiplexar os sinais)
      • Nos pontos de TV em que não há decodificador, ainda dá para usar os canais analógicos abertos (pelo menos na Net), mas é preciso levar o cabo até lá, e também não dá para multiplexar.
      • Se tiver Internet junto, é preciso escolher bem os divisores e/ou TAPs na instalação, para que todos os pontos (os de TV e o de Internet) fiquem bons.

      Eu já deixei cabeamento pronto para cabo, TV terrestre e satélite em minha casa. Só não contei com um segundo cabo para o Sky HDTV Plus, que teve que ser passado recentemente. Não uso nenhuma multiplexação. Os cabos de TV a cabo estão ociosos pois nenhuma operadora passa por aqui ainda.

      1. 1.1.1
        Polter

        Antigamente a NET liberava os canais analógicos aberto, mas não tem mais nada análogico, só aparece uma imagem dizendo que precisa usar o decodificador. Eu ainda era da época que todos os canais do cabo eram analógicos, e eles colocavam um filtro para bloquear os canais fora do pacote contratado, que poderia ser facilmente burlado.

        É curioso que a minha TV sintoniza os canais de TV digital aberta sem cabo. O HD externo que fica pendurado numa USB perto da entrada do cabo de tv funciona como antena, e a imagem fica perfeita com diversos canais sintonizados. Se tirar o HD não funciona. Deve ser alguma interferência da corrente que alimenta o HD. O bom é que se eu quiser usar a TV aberta, para usar PIP ou o gravador da própria TV, não preciso de outro cabo para tv aberta.

        E o decodificador da NET que sintoniza mais de um canal, para gravar um e assistir outro ao mesmo tempo, ele faz isso usando um cabo só, pelo que entendi, da SKY precisa de 2 cabos.

        1. Skooter

          A Net por aqui, pelo menos até há alguns meses, ainda tinha alguns canais abertos no analógico. Também me recordo dos filtros, quando assinei a Net em outra casa há alguns anos ainda colocavam os filtros, pois haviam alguns canais fechados no analógico. Até usei um divisor e liguei o cabo da Net tanto na TV quanto no decodificador, pois no analógico pegava até alguns canais que meu pacote digital (super-básico, pois eu só usava a Internet e o telefone e já tinha a Sky pra TV) não pegava.

          A TV Digital aqui só pega com antena externa mesmo. Mas quem mora em prédio até consegue sintonizar apenas espetando um clipe aberto na entrada de cabo.

          A Sky precisa de dois cabos porque o LNB universal ou faixa larga só envia os canais da polarização horizontal ou da vertical de cada vez. Então para sintonizar um canal de cada polarização é preciso ter dois cabos. O LNB SDU contorna essa limitação, mas deixaram de usá-lo. Devem ter outros LNBs que poderiam funcionar com um cabo só, mas acho que não dá para colocar todos os canais ao mesmo tempo na faixa de 950~2150 MHz. É curioso que a Net usa uma faixa de frequências que deve ser até menor, e os canais de TV ainda dividem espaço com a Internet e o telefone. Deve ser por isso que a imagem parece bem mais comprimida. Nunca vi a Net HD, mas pelo menos no SD era perceptível que a Sky comprimia menos e oferecia uma imagem melhor.

          1. Polter

            Interessante, eu achava que essa divisão em faixa de frequencia era só pro sinal analógico. E o digital funcionaria como uma rede local com os servidores da net, como um streaming super rápido. Se é tudo em faixa de frequencia e o sinal de todos os canais vem ao mesmo tempo no cabo, acho interessante como cabe tantos canais, considerando os PPV e ainda tem espaço sobrando, porque nas olimpiadas o SportTV terá 12 canais em HD. Há pouco tempo entrou 2 canais HD do Esporte Interativo, isto é, costuma acrescentar canais.

            O telefone da net pelo menos deve funcionar junto com a internet por Voip e não usar faixa de frequencia própria, porque ele é ligado diretamente no modem

          2. Skooter

            Mesmo na TV a cabo digital os canais ainda são por broadcast. A vantagem é que no espaço de um único canal analógico (6 MHz) dá para colocar vários canais canais digitais SD (ou pelo menos uns 2 HD). O problema é que as vezes comprimem demais para caber mais e a qualidade fica prejudicada. Nos canais SD, tanto Sky quanto Net comprimem demais, desde os tempos que nem existia HD. Os macroblocos e artefatos de compressão ficam visíveis. Acho que a situação tende a melhorar quando toda a base de assinantes já estiver migrada para decodificadores que suportem MPEG4/H.264, pois então poderão finalmente abandonar a compressão MPEG-2 nos canais SD, o que vai economizar um bom espaço e melhorar a qualidade.

Deixar uma resposta