«

»

out 03 2016

Imprimir Post

Panificadora Britania Multi Pane

Neste artigo falo sobre a Panificadora Britania Multi Pane, que adquiri para fazer pães de diversos tipos em casa. Posso programá-la para fazer o pão de madrugada e acordar com um pão quentinho para o café da manhã. Confira minhas primeiras impressões e meus primeiros pães.

Motivação

Quando eu era criança me recordo que os padeiros costumavam passar de carroça no finalzinho da madrugada e deixar o pão do dia quentinho na sacola de pano, pendurada no portão. Exceto por um breve período em que uma ladra andou roubando pães e sacolas, esse foi um serviço com muitas vantagens. Mas, hoje em dia, creio que ele não exista mais em lugar algum.

Depois disso começou a época em que meus pais buscavam o pão de manhã na padaria. Eu quase sempre morei em locais onde haviam padarias próximas. Primeiro com duas delas num raio de 200 metros, depois com uma em menos de 100 metros. Então era viável acordar e ir buscar um pão quentinho para o café da manhã.

Mas atualmente não tenho mais o mesmo benefício. A padaria mais próxima de casa fica distante 2 quilômetros. Segundo o Google Maps, são 25 minutos para ir e 25 minutos para voltar a pé, o que meio que inviabiliza ir buscar um pão quentinho de manhã, a menos que eu acordasse 1 hora antes, estivesse com uma boa disposição para caminhadas e ignorasse o risco considerável de ser assaltado no caminho.

De carro levaria uns 5 minutos para ir e outros 5 para voltar, mas também não é algo que eu gostaria de fazer todos os dias, até porque é complicado estacionar próximo à padaria e eu perderia ainda mais um tempo procurando vaga. Bicicleta? Talvez. Mas o trânsito é um tanto complicado para bicicletas na região, e novamente há o risco de assalto.

Assim, o que eu venho fazendo nos últimos 3 anos é comprar o pão no dia anterior. Eu ou minha esposa passamos em algum supermercado ou padaria e já trazemos o pão para o(s) próximo(s) dias. Também me acostumei a comprar outros tipos de pães, além do francês, que preservam sabor e maciez por mais tempo, como pães caseiros, pães de manteiga, etc.

Mas uma panificadora doméstica sempre foi algo que me chamou a atenção. A ideia de apenas colocar os ingredientes, aguardar e ter um pão pronto e quentinho sempre foi um tanto tentadora. Principalmente com a possibilidade de programa-la para fazer o pão durante a madrugada, de forma que o mesmo estivesse pronto e quentinho bem na hora do café da manhã.

Depois de pesquisar um pouco sobre panificadoras domésticas, ler algumas análises, etc. resolvi que iria adquirir uma. Passei então à fase de escolher o modelo e esperar um boa promoção.

A Escolha do Modelo

Não há muitas opções de marca/modelo de panificadoras disponíveis no Brasil. Os modelos atualmente disponíveis são:

Com exceção da Tramontina, que é mais avançada, mas também bem mais cara, as outras quatro parecem bastante semelhantes. A opção então acabou sendo pelo preço, a Panificadora Britania Multi Pane é a mais barata dentre todas.

Com relação à experiência com as marcas, tive uma boa experiência com a Mondial, e uma experiência ruim com a Cadence. Mas a Pipoqueira Pop Mais Cadence ainda não havia chegado quando comprei a Britania Multi Pane, então essas experiências não foram levadas em consideração.

A Compra

Acabei realizando a compra no dia 15/08/2016, na Americanas, por R$ 246,39 e mais R$ 14,99 de frete. Foi um ótimo preço considerando o histórico de preços da Britania Multi Pane no Buscapé. Chegou no dia 24/08. Confira as fotos:

Panificadora Britania Multi Pane, em sua embalagem

Panificadora Britania Multi Pane, em sua embalagem

Panificadora Britania Multi Pane, em sua embalagem

Panificadora Britania Multi Pane, em sua embalagem

Panificadora Britania Multi Pane, em sua embalagem

Panificadora Britania Multi Pane, em sua embalagem

Panificadora Britania Multi Pane, em sua embalagem

Panificadora Britania Multi Pane, em sua embalagem

Desambalando a Panificadora Britania Multi Pane

Desambalando a Panificadora Britania Multi Pane

Desambalando a Panificadora Britania Multi Pane

Desambalando a Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Painel da Panificadora Britania Multi Pane

Painel da Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane

Acessórios da Panificadora Britania Multi Pane

Acessórios da Panificadora Britania Multi Pane

Forma da Panificadora Britania Multi Pane

Forma da Panificadora Britania Multi Pane

Livro de Receitas e outros da Panificadora Britania Multi Pane

Livro de Receitas e outros da Panificadora Britania Multi Pane

Forma da Panificadora Britania Multi Pane

Forma da Panificadora Britania Multi Pane

Forma da Panificadora Britania Multi Pane

Forma da Panificadora Britania Multi Pane

Forma da Panificadora Britania Multi Pane

Forma da Panificadora Britania Multi Pane

Panificadora Britania Multi Pane, por dentro

Panificadora Britania Multi Pane, por dentro

Britania Multi Pane

Britania Multi Pane tem a forma toda revestida por dentro com material anti-aderente, o que facilita bastante a retirada do pão. A forma é removível e no fundo dela há uma pequena pá, também revestida de anti-aderente, que serve para misturar e bater a massa.

Para fazer um pão, basta colocar os ingredientes dentro da forma que a Multi Pane se encarrega de misturá-los, de sovar a massa, de esperá-la crescer e de assá-la. Curiosamente o pão vai assar sobre a própria pá que sovou a massa, então é característica dos pães da Multi Pane saírem todos com um pequeno buraco embaixo por conta da pá.

A  Multi Pane vem acompanhada de um livro com mais de 100 receitas, incluindo muitos tipos de pães e também bolos, geleias, pudins e massa para fazer outros salgados. Os pães podem ser feitos em 4 tamanhos: 450, 600, 900 e 1200 gramas.

As receitas usam como referência de medida: copo, colher de sopa, e colher de chá. Eu sempre reclamo que as pessoas que fazem receitas não são de ciências exatas, e por isso sempre temos medidas altamente imprecisas.

Colheres, por exemplo, são especialmente imprecisas. Em minha casa tenho colheres de sopa de dois tamanhos diferentes, e ambos são da mesma marca (Tramontina), apenas de modelos de faqueiros diferentes. Além disso, você pode encher mais ou menos uma colher.  Não seria melhor se as receitas viessem com medidas em peso ou volume? Usando o bom e velho padrão internacional?

Mas felizmente a  Multi Pane nos dá uma força nesse sentido. Junto com ela vem um copo plástico, com medidas fracionadas, e uma “colher”, também de plástico, com dois recipientes em forma de um copinho, um em cada ponta, equivalendo às colheres de chá e de sopa. Isto facilita bastante nas medições. De ponto negativo apenas o fato de vir apenas uma dessas “colheres”, tornando necessário lava-la entre um ingrediente e outro, caso seja um ingrediente grudento, como a margarina.

O tempo de preparo de um pão é em torno de 3 horas, incluindo mistura, descanso e assar. O tempo varia em função do ciclo escolhido e do tamanho do pão, sendo que há ciclos de apenas 58 minutos até ciclos de 3 horas e 50 minutos. Durante o ciclo são até 3 fases de mistura e descanso, dependendo do tipo de ciclo escolhido.

Em alguns ciclos é possível escolher a cor da casca do pão. Por fim, também é possível adiar o início do preparo, de modo que o pão fique pronto apenas na hora de ser consumido, o que é ideal para programar o pão para ficar pronto pela manhã.

Desde a aquisição da máquina, fiz 5 pães, todos de 450 gramas (o menor deles), e comentarei sobre cada um deles a seguir.

Primeiro pão: Pão Branco Tradicional no Ciclo Normal

Para meu primeiro pão, escolhi o Pão Branco Tradicional, no tamanho 450 gramas e escolhi a casca de cor média. Os ingredientes são:

  • 2/3 de copo de água
  • 1 colher (sopa) de margarina
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (sopa) de leite em pó
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 2 copos de farinha de trigo especial
  • 1 colher (chá) de fermento biológico seco instantâneo

Usei a farinha de trigo especial Renata e o fermento biológico seco instantâneo Fleischmann, que são boas marcas e isso pode fazer uma boa diferença.

Só pra constar: Margarina Qualy com sal, Sal Cisne, Açúcar Refinado União e Leite em Pó Ninho Instantâneo. Mas acho que não faz lá muita diferença esses itens. E talvez o açúcar possa ser cristal, fiquei na dúvida.

O primeiro pão foi o único que fiz sem programar a panificadora, pois queria acompanhar o processo todo, até porque há uma dica no manual dizendo que devemos acrescentar mais água ou mais farinha para atingir o ponto certo, caso observemos que o ponto está errado. Especificamente, massa disforme ou grudando nas bordas, significa que falta água ou trigo, respectivamente. Mas não precisei corrigir o ponto.

O resultado pode ser visto nas fotos a seguir.

Panificadora Britania Multi Pane, assando o primeiro pão

Panificadora Britania Multi Pane, assando o primeiro pão

Panificadora Britania Multi Pane, assando o primeiro pão

Panificadora Britania Multi Pane, assando o primeiro pão

O primeiro pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal

O primeiro pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal

O primeiro pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal

O primeiro pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal

O primeiro pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal

O primeiro pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal

O primeiro pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal

O primeiro pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal

Ficou saboroso, mas achei a casca um tanto grossa, apesar de crocante, o que me levou a trocar o ciclo para o segundo pão.

Segundo pão: Pão Branco Tradicional no Ciclo Sanduíche

Para o segundo pão segui exatamente a mesma receita do primeiro, mas usei o Ciclo Sanduíche em vez do Ciclo Normal. O Ciclo Sanduíche deixa o pão com uma casca mais fina. Também não é possível escolher a cor da casca nesse modo.

A diferença entre o Ciclo Normal e o Ciclo Sanduíche está nos tempos de mistura, de descanso e de assar, com o tempo total sendo praticamente o mesmo.

O resultado pode ser visto nas fotos a seguir.

O segundo pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Sanduíche

O segundo pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Sanduíche

O segundo pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Sanduíche

O segundo pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Sanduíche

O segundo pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Sanduíche

O segundo pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Sanduíche

O segundo pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Sanduíche

O segundo pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Sanduíche

Terceiro e quarto pães: Pão Francês

Para o terceiro pão, optei pelo Pão Francês de 450 gramas. Neste caso a única opção de ciclo é o Ciclo de Pão Francês mesmo. Os ingredientes são:

  • 3/4 de copo de água
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 2 copos de farinha de trigo especial
  • 1 colher (chá) de fermento biológico seco instantâneo

Note que os ingredientes não diferem muito do pão branco tradicional. Basicamente sai o leite em pó e a margarina e entra o azeite de oliva.

Eis os resultados:

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O terceiro pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

O quarto pão: Pão Francês

Também ficou bem gostoso. O sabor é semelhante ao do pão francês de padaria, ainda que a consistência da massa seja totalmente diferente. Apesar de compacta, a massa fica muito bem assada.

Quinto pão: Pão de Leite com o Ciclo Normal

Para o quinto pão, resolvi tentar o Pão de Leite, com 450 gramas, Ciclo Normal e casca clara. Os ingredientes são:

  • 3/4 de copo de leite com 1 ovo (coloque o ovo no recipiente e complete com leite)
  • 1 colher (sopa) de creme de leite sem soro
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (sopa) de açucar
  • 2 copos de farinha de trigo especial
  • 1 colher (chá) de fermento biológico seco instantâneo

Note novamente que os ingredientes continuam semelhantes, com a água dando lugar ao leite com ovo e a margarina (ou azeite) dando lugar ao creme de leite.

E o resultado pode ser visto a seguir:

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

O quinto pão: Pão de Leite no Ciclo Normal

Considerações Finais

Todos os pães se mostraram bastante saborosos quando quentinhos. A casca é um tanto grossa, especialmente com o Ciclo Normal, mas é crocante e gostosa também. Todos os pães são um tanto compactos, não muito aerados, mas ficam bem assados e gostosos.

Mesmo depois de esfriar, os pães continuam bons para serem degustados no mesmo dia. O problema é que no dia seguinte e subsequentes ele já não está mais tão gostoso assim, diferentemente do que acontece com algumas receitas de pão caseiro com preparo manual, mesmo quando armazenado em saco plástico. Após alguns dias ele fica duro e embolora. Enfim, é um pão para fazer e se comer no dia.

Minha esposa não come muito pão, e 450 gramas de pão no mesmo dia é muita coisa para mim, de modo que eu acabo comendo meio pão ou até mais enquanto ele ainda está bastante saboroso, mas o restante eu acabo comendo no dia seguinte apenas para não jogar fora.

Eu até pensei em reduzir os ingredientes e fazer um pão menor, de 250 gramas por exemplo. Mas isso provavelmente vai fazê-lo assar demais, visto que não há como programar um tamanho de pão menor que 450 gramas.

Aliás, vale ressaltar que, apesar de serem 4 tamanhos de pão: 450, 600, 900 e 1200 gramas, na programação informamos apenas os valores I ou II para Quantidade de Massa, sendo I para 450 ou 600 gramas, e II para 900 ou 1200 gramas. De I para II o que muda são os tempos de mistura, descanso e assar, dependendo também do tipo de ciclo.

Assim posso dizer que para famílias grandes, onde todos comem bastante pão, a Britania Multi Pane pode ser muito bem aproveitada, fazendo pães de 450 a 1200 gramas. Mas para mim ela tem ficado mais como um Plano B para quando não passamos na padaria no dia anterior ou não estamos afim de sair para comprar pão.

A função de programação é ótima. Acordar com o cheiro de pão quentinho na casa é bem gostoso. Apenas lembre-se de fechar pelo menos uma porta entre você a panificadora, para não acordar com o barulho do preparo.

Tenha também cuidado ao colocar os ingredientes quando for usar a programação. Eles devem ser colocados na ordem em que aparecem na receita. Os líquidos ficam embaixo, os sólidos em cima. O fermento é sempre o último e não pode entrar em contato com os líquidos. Em geral eu faço um buraquinho no monte de farinha e coloco ele descansando ali.

Um inconveniente da programação é que se ocorrer queda de energia, a Britania Multi Pane não é capaz de se recuperar sozinha. É preciso reprograma-la, dependendo do ponto onde ela parou, de acordo com instruções do manual. Se a energia acabar de madrugada, há o risco de acordar de manhã e encontrar só massa crua ou os ingredientes da maneira que os deixamos.

Retirar o pão da forma é bastante fácil. Bastar virar a forma ao contrário e movimentá-la rapidamente para cima e para baixo. Newton é nosso amigo aqui e o pão sai por inércia. Na realidade o pão não gruda em nada nas bordas, o que acaba segurando ele na forma é apenas a pá (lembre-se que ele assou em cima dela), então o movimento faz aquele pedacinho de massa se romper e o pão sair.

Note que nos meus primeiros pães eu não percebi que tirá-lo da forma era tão fácil, e fiquei tentado puxá-los pra fora com espátulas. É por isso que eles estão um tanto judiados nas fotos. Mas agora eu já aprendi que não é preciso nada além de sacudir a forma. Aliás, essa informação está no manual, só faltou eu ter lido com mais atenção.

Para quem pensa em comprar uma panificadora doméstica para economizar, digo que provavelmente não vale a pena. Tenho pagado cerca de R$ 6,00 por um pacote de farinha especial, o que dá para fazer pouco mais que 3 pães de 450 gramas. O fermento custa R$ 1,00 e faz também uns 4 ou 5 pães. Dos demais itens usa-se bem pouco, então chuto que o custo fica em torno de R$ 2,00 em ingredientes para cada pão de 450 gramas.

Mas não é só isso, também é preciso somar o custo da energia elétrica. Apesar de ter o Kill-a-watt eu ainda não fiz esse teste. Posso fazer se existir interesse dos leitores. O consumo deve ser baixo durante a mistura e praticamente nulo durante o descanso da massa, mas a fase de assar o pão deve gastar uma quantia considerável de energia, afinal de contas é uma resistência elétrica.

Vale lembrar que também é possível usar a panificadora apenas para misturar os ingredientes e bater a massa, e depois assar o pão no forno convencional, o que é algo que ainda não testei.

Ainda é cedo para dar uma opinião definitiva quanto à Panificadora Britania Multi Pane. Por enquanto eu posso dizer que estou gostando. Dos quatro tipos de pão que fiz, todos são saborosos se comidos na hora ou no mesmo dia.

Ainda há muitas outras receitas que quero tentar: pão branco de manteiga, pão de cenoura, pão de batata, pão de mandioquinha, pão de alho, pão de queijo, pão de gergelim, pão de ovos, pão de fubá, pão integral, e vários outros, além dos pães doces e bolos.

Se você também quiser adquirir uma Panificadora Britania Multi Pane, clique aqui para consultar os melhores preços ou aqui para ir direto para a página do produto na Americanas.

Atualização (10/10/2016): Hoje fiz o sexto pão na Panificadora Britania Multi Pane. Usei a mesma receita do primeiro, o Pão Branco Tradicional, novamente no tamanho 450 gramas e ciclo normal, mas dessa vez escolhi a cor clara. O resultado ficou muito bom. Não apenas a casca ficou mais clara, mas também mais fininha. Confira as fotos:

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

O sexto pão: Pão Branco Tradicional feito no Ciclo Normal com Casca Clara

Sobre o autor

Skooter

Skooter é cientista da computação e fundador do Skooter Blog. Tem interesse em tudo relacionado a tecnologia e gosta de economizar fazendo suas compras diretamente do exterior.

Link permanente para este artigo: http://www.skooterblog.com/2016/10/03/panificadora-britania-multi-pane/

3 comentários

  1. 1
    Bruno

    Aqui em casa utilizamos farinha de trigo Nordeste, de preferência a farinhas de trigo mais brancas, não precisa ser uma farinha super cara, em SC o pacote de 5kg está saindo 8 reais. Procure por melhorador de pão que ajuda a conversar o pão por mais tempo e deixa ele bem mais macio, você vai se surpreender, utilize ovos, leite, azeite de oliva (óleo de soja) ou margarina, a massa precisa de alguma gordura. Procure comprar o fermento em pacotes de 500g, acaba saindo bem mais barato. Evite deixar a massa muito pesada para não estragar a correia ou motor num futuro próximo, as receitas do livro que acompanha a máquina tem muitos erros, procure receitas na internet, tem um blog muito bom

    http://maquinadepao.blogspot.com/

    Eu gosto muito dessas duas receitas

    http://maquinadepao.blogspot.com/2010/09/pao-sovado.html

    http://www.tudogostoso.com.br/receita/78121-pao-caseiro-feito-na-panificadora-domestica.html

    1. 1.1
      Skooter

      Obrigado pela dica. Inspirado na segunda receita que você postou, modifiquei a receita do Pão Branco Tradicional e fiz assim:

      2/3 de copo de água
      2 colheres (sopa) de azeite
      1 colher (chá) de sal
      2 colheres (sopa) de leite em pó
      2 colheres (sopa) de açúcar
      2 copos de farinha de trigo especial
      1 colher (chá) de fermento biológico seco instantâneo

      Gostei do resultado. Da próxima vou tentar manteiga em vez do azeite para ver se dá diferença.

      Por aqui ainda não achei o melhorador. Também não achei farinha nem fermento em embalagens maiores. Mas vou continuar tentando outros supermercados.

      1. 1.1.1
        Bruno

        Caso não encontre o melhorador utilize Suco de limão ou vinagre, o melhorador de pão utiliza ácido ascórbico para melhorar o crescimento da massa, e lhe garanto que a diferença é brutal. Caso for utilizar limão ou vinagre, não os coloque junto ao leite pois ele ira talhar, deixe a massa misturar um pouco, até o leite ser absorvido e só depois coloque o limão ou vinagre.

        http://www.receitasmfp.com/2009/05/melhorador-de-pao.html

        https://groups.google.com/forum/#!topic/maquinadepao/V1Labz4SQWs

        Farinha de trigo eu geralmente compro pacotes de 5kg pois são 4 pessoas para comer, e pacotes de fermento fleischmann de 500g, nesses atacarejos você encontra com facilidade, na sua cidade você deve encontrar farinha Nordeste ou Dona Benta, evite farinhas muito baratas ou escuras. Caso não tenha problema em utilizar ovos, faça uso deles pois são emulsificantes naturais e ajudam na massa.

Deixar uma resposta