«

»

nov 21 2016

Imprimir Post

Segundo Google Chromecast 2

Neste artigo falo sobre a aquisição de meu segundo Google Chromecast de segunda geração, também conhecido como Google Chromecast 2.

Já falei sobre o primeiro Google Chromecast 2 aqui no Skooter Blog, e recomendo fortemente a leitura daquele artigo antes de continuar, pois não repetirei a análise do produto.

Motivação

O primeiro Google Chromecast 2 foi conectado na Smart TV Panasonic Viera 40″ – TC-40DS600B de meu escritório. Como gostei bastante do Chromecast 2, decidi comprar outro para a minha TV da sala.

A TV da sala é uma Sony Bravia de 2012, ela é uma smart TV. Ela tem Netflix, mas eu prefiro usar o aplicativo do Netflix do Playstation 4, que é mais rápido e tem uma interface melhor.

No restante, a Smart TV da Sony deixa a desejar. Nada de Youtube, nada de Spotify, nada de espelhar tela (até tem algo nesse sentido, mas nunca consegui fazer funcionar), e para vídeos do NAS (via DLNA) ela não suporta legendas ou mesmo seleção de áudio.

Como alternativa para esses aplicativos e vídeos eu usava o Zotac ZBOX ID83, rodando o Windows 10 e o Kodi, solução que funciona muito bem, mas não é tão prática como o Chromecast 2 em alguns casos, pois no mínimo requer pegar o teclado na gaveta e esperar o sistema iniciar/resumir.

Aquisição

Infelizmente não dava para voltar para a França e comprar outro Google Chromecast 2 em uma Fnac, e por apenas 40 Euros novamente. Sem nenhuma viagem agendada, resolvi comprar no Brasil mesmo.

Depois de pesquisar, acabei comprando com o vendedor SUPER BEST do Mercado Livre, o menor valor que encontrei. Mas depois da experiência não recomendo este vendedor de maneira alguma, e já explicarei o motivo.

No anúncio, o vendedor anuncia o produto como lacrado, como pode ser visto no final do trecho do anúncio que capturei e mostro abaixo:

Anúncio do Chromecast 2 da Super Best, onde alegam que o produto é lacrado

Anúncio do Chromecast 2 da Super Best, onde alegam que o produto é lacrado

Além disso, na seção de perguntas o vendedor informou que a fonte era no padrão Europeu, ou seja, deveria ser igual à meu Chromecast da França, compatível com o padrão brasileiro.

E para mostrar que 180.000 vendas, e 99% de qualificações positivas não significam muita coisa, a realidade acabou sendo bem diferente do prometido.

Unboxing

Logo que o produto chegou, notei a falta da nota fiscal, o que já era esperado, pois o preço (R$ 149,89) era semelhante ao do Chromecast da França, e sabemos que quando se incluem os impostos brasileiros tudo passa a custar pelo menos o dobro do preço cobrado na civilização.

Chromecast 2, em sua embalagem

Chromecast 2, em sua embalagem

Chromecast 2, em sua embalagem

Chromecast 2, em sua embalagem

Observando a caixa do produto, notei apenas um lacrezinho sem vergonha, escrito “Security Seal”, que em nada se parece com o lacre original, como o do Chromecast da França. Além disso, observando atentamente é possível ver o que sobrou da cola do lacre original.

Chromecast 2, em sua embalagem com lacrezinho falso sem-vergonha

Chromecast 2, em sua embalagem com lacrezinho falso sem-vergonha

Apesar da embalagem não ser de fato lacrada, o número de série do produto bate com o da embalagem. É possível que o produto tenha sido aberto para testar apenas, o que até poderia ser aceitável, supondo que o vendedor queira evitar devoluções, ou que testou o produto no fornecedor (Paraguai?) para não ter que voltar trocar no caso de defeito. Mas aí não dá para vender o produto como lacrado. Não me parece algo honesto de se fazer.

Embalagem do Chromecast 2

Embalagem do Chromecast 2

Abrindo a caixa outra mentira do vendedor foi revelada: a fonte não era no padrão europeu, mas sim no padrão norte-americano. Não me faz tanta diferença porque eu nem estou usando a fonte, mas não foi legal mentir dessa forma.

Chromecast 2 e seus acessórios, fonte no padrão norte-americano

Chromecast 2 e seus acessórios, fonte no padrão norte-americano

Chromecast 2 e seus acessórios, fonte no padrão norte-americano

Chromecast 2 e seus acessórios, fonte no padrão norte-americano

Chromecast 2 e seus acessórios, fonte no padrão norte-americano

Chromecast 2 e seus acessórios, fonte no padrão norte-americano

Vale mencionar que contatei o vendedor sobre esses problemas e o mesmo disse que eu poderia devolver o produto se ele não me atendia. Como não notei qualquer problema com o produto, resolvi evitar o transtorno do retorno e reembolso e ficar com ele assim mesmo, mas não posso deixar de relatar o que ocorreu.

Confira também o vídeo do unboxing e a comparação com o Chromecast da França:

Instalação

Meu Receiver Yamaha RX-A830 tem oito portas HDMI, mas as sete portas traseiras já estavam todas ocupadas pelo seguinte equipamentos:

  1. Blu-ray Player
  2. Playstation 4
  3. Playstation 3
  4. WD TV Live
  5. Zotac ZBOX ID83
  6. Framemeister XRGB Mini
  7. Decodificador Sky SHR23

Como não queria ficar usando a entrada frontal em definitivo, optei por instalar o Google Chromecast 2 em uma das entradas HDMI da TV, e deixar o som dele ir para o Yamaha RX-A830 através do ARC (Audio Return Channel) do HDMI. Liguei o Chromecast 2 em uma das duas portas USB da TV, dispensando a fonte.

Mas há um inconveniente nesta solução, como a Sony Bravia não aceita som DTS, apenas som PCM e Dolby Digital é enviado do Chromecast 2 para o Yamaha RX-A830.

Por conta disso, optei por passar outro equipamento para a entrada da TV e passar o Chromecast 2 para uma entrada do Yamaha RX-A830. Precisava ser um equipamento que não use som DTS. Dos sete, são dois deles que não usam DTS: Framemeister XRGB Mini e Decodificador Sky SHR23, sendo estes, portanto, os candidatos.

Acabei optando por colocar o Framemeister XRGB Mini na entrada HDMI da TV e o Google Chromecast 2 no Yamaha RX-A830. Como o Yamaha RX-A830 tem uma porta USB traseira, a alimentação do Chromecast 2 passou a ser feita por ele.

É interessante notar que a porta USB do Yamaha RX-A830 é alimentada constantemente, mesmo que o receiver esteja desligado. Com isto o Chromecast 2 fica o tempo todo ligado. Não sei se o consumo de energia é significativo, mas há um efeito colateral benéfico disso: o Chromecast fica disponível mesmo com TV e receiver desligados e, ao enviar um vídeo para ele, ambos são ligados automaticamente e a reprodução começa.

Considerações Finais

Fiquei bastante satisfeito com o Chromecast 2 na TV da sala, aumentando bastante o nível de esperteza dela, facilitando jogar vídeos do celular para a TV e dispensando o Zotac ZBOX ID83 nas tarefas mais simples como apenas reproduzir um vídeo do Youtube ou colocar músicas do Spotify para tocar.

Cabe lembrar que o Yamaha RX-A830 é compatível com o Spotify, mas só funciona para assinantes. Como eu uso a versão gratuita (não achei muita vantagem na versão paga), não consigo utilizar tal funcionalidade, o que não acontece com o Chromecast 2, que fica apenas com as limitações que o Spotify do celular já tem.

Até minha esposa, que não costuma compartilhar do meu entusiasmo por tecnologia, gostou bastante do Chromecast 2 e tem usado-o com frequência para ver vídeos do Youtube.

Chromecast 2 também é útil com visitas, já que é comum alguém comentar algo sobre algum vídeo interessante e, se alguém não viu, rapidamente ele vai para a tela grande para todos verem ou reverem, em vez de ficarem se revezando no celular ou tentando ver alguma coisa na tela do mesmo por um ângulo inadequado.

Por exemplo, aquele vídeo da Maria do Rosário se intrometendo no meio de uma entrevista de Jair Bolsonaro à Rede TV para chamá-lo de estuprador, mostrado via Chromecast 2, deixa claro que o deputado apenas respondeu no mesmo nível em que foi atacado. Isto acaba com qualquer discussão sobre o tema e possivelmente ainda garante mais alguns votos para ele em 2018. 🙂

Minha recomendação para o Chromecast 2 continua positiva. Certamente é uma ótima aquisição para quem não tem uma Smart TV, e até para quem tem uma Smart TV, mas que não tem o aplicativo do Youtube ou outros de interesse, como era o caso da minha.

Se quiser adquirir um Chromecast no Brasil, clique aqui e veja as melhores ofertas. Você também pode encontrá-lo no eBay, direto do exterior.

Sobre o autor

Skooter

Skooter é cientista da computação e fundador do Skooter Blog. Tem interesse em tudo relacionado a tecnologia e gosta de economizar fazendo suas compras diretamente do exterior.

Link permanente para este artigo: http://www.skooterblog.com/2016/11/21/segundo-google-chromecast-2/

3 comentários

1 menção

  1. 1
    Guilherme Palacin

    Bom dia,

    Eu adquiri um chromecast 2 com este mesmo vendedor, gostaria de saber sua opinião já que possui 2, o que adquiriu na França (tem certeza de que é original) e o do Super Best.
    Há muito diferença entre este do “Super Best” e o comprado na França?
    Pelo acabamento, qualidade, da pra atestar se o mesmo é original?

    Desde já muito obrigado, abraço!

    1. 1.1
      Skooter

      Boa tarde Guilherme,
      A única diferença é na fonte, que segue o padrão europeu/brasileiro no da França e o padrão norte-americano no do Super Best.
      O do Super Best é original, apenas não é produto lacrado como alegam.
      Acredito que não existam Chromecast 2 falsificados. Existem similares chineses, mas é fácil identifica-los.

  2. 2
    Guilherme Palacin

    Entendi, muito obrigado !
    Parabéns pela postagem.

  1. 3
    Terceiro Google Chromecast 2 - Skooter Blog

    […] Já falei sobre o primeiro Google Chromecast 2 aqui no Skooter Blog, e recomendo fortemente a leitura daquele artigo antes de continuar, pois não repetirei a análise do produto. Também recomendo a leitura do artigo sobre o segundo ChromeCast 2. […]

Deixar uma resposta