«

»

mar 10 2017

Imprimir Post

Ajustando a Matiz no Atari 2600

Em 2014 falei aqui no Skooter Blog sobre um Atari 2600 que adquiri. Modelo da Polyvox com fonte embutida, mas ainda com controles destacáveis e switches originais. Exatamente o mesmo que tive na minha infância.

Atari 2600 em funcionamento, com o jogo Enduro da Activision

Atari 2600 em funcionamento, com o jogo Enduro da Activision

Mas algo me incomodava naquele Atari 2600: as cores. Colocando o cartucho do Enduro, que tanto joguei na minha infância, eu já notava que as cores não estavam batendo. Um verde muito escuro no cenário e o “painel” em magenta.

Atari 2600 em funcionamento, com o jogo Enduro da Activision

As cores no Atari 2600, modelo Polyvox com fonte embutida, tal qual eu o recebi: verde muito escuro, painel magenta.

O lado positivo é que o Atari 2600 tem um trimpot que serve justamente para ajustar a matiz. Creio que a Atari, sabendo que a matiz variaria com o desgaste dos componentes, deixou o trimpot justamente para facilitar o ajuste.

Inclusive, há um pequeno furo na parte de baixo de todo Atari por onde é possível inserir uma chave de fenda e ajustar a matriz sem precisar abrir o console. Ou pelo menos era assim com os primeiros modelos, ao menos com os fabricados nos EUA.

Mas esse não é o caso deste modelo da Polyvox com a fonte embutida. O furo está lá, mas não há nada parecido com um trimpot que possa ser acessado por ele.

Eu poderia simplesmente abri-lo, mas ele ainda tem os lacres originais da Polyvox. Aparentemente nunca foi aberto. Acabei deixando a ideia de lado até encontrar uma forma de abri-lo sem danificar os lacres.

Lacre de fábrica da Polyvox nos parafusos do console

Lacre de fábrica da Polyvox nos parafusos do console

Recentemente tive a ideia de remover apenas a tampinha da parte onde fica o compartimento de cartuchos e os switches. E para a minha surpresa e alegria, o trimpot de matiz estava ali. 🙂

Trimpot de ajuste de matiz no Atari 2600 da Polyvox, modelo com fonte embutida e joysticks destacáveis

Trimpot de ajuste de matiz no Atari 2600 da Polyvox, modelo com fonte embutida e joysticks destacáveis

Consegui ainda ver alguma informação sobre a placa. Nela está escrito “Polyvox PCI 333 Rev. G”.

Polyvox PCI 333 Rev. G

Polyvox PCI 333 Rev. G

Com o trimpot acessível sem precisar remover os lacres, resolvi finalmente ajustar a matriz. Poderia usar o Harmony Cartridge com alguma ROM que mostrasse uma paleta de cores. Mas preferi usar o próprio Enduro. Eu sei que minha memória poderia me enganar, então fui atrás de descobrir qual era realmente a cor do painel onde fica o odômetro e outras informações.

Procurar screenshots na web é inútil, há muitos em que o painel é vermelho, e outros tantos em que o painel é magenta.

Em favor do vermelho temos nada mais nada menos que a capa do próprio cartucho.

Diferentes rótulos dos cartuchos com o jogo Enduro, para Atari 2600, fabricados pela Polyvox

Nos cartuchos da Polyvox, a capa mostra o painel do Enduro em vermelho.

Também em favor do painel vermelho, temos o emulador Stella, que é bastante acurado em todos os aspectos.

Screenshot do Enduro no emulador Stella: painel vermelho

Screenshot do Enduro no emulador Stella: painel vermelho

Mas sejamos justos, também há uma evidência contrária: o emulador MAME.

Screenshot do Enduro no emulador Stella: painel magenta?

Screenshot do Enduro no emulador Stella: painel magenta?

Na realidade é difícil definir a cor do painel do Enduro no MAME, pois é algo entre magenta e vermelho. Vinho? Não sei. Mas ainda assim é pelo menos 2 a 1 pro vermelho. E de qualquer forma eu confio mais no Stella do que no MAME quando se trata de emular o Atari 2600.

Agora é o momento de ajustar o trimpot. O Enduro se mostrou bom para esta tarefa principalmente por haver apenas um sweet spot onde o painel fica vermelho e o verde fica bonito. Um leve deslize para trás ou para a frente e o painel fica magenta ou o verde fica escurão.

Cores do Enduro no meu Atari da Polyvox, modelo com fonte embutida e joysticks destacáveis, antes do ajuste de matiz

Cores do Enduro no meu Atari da Polyvox, modelo com fonte embutida e joysticks destacáveis, antes do ajuste de matiz

Cores do Enduro no meu Atari da Polyvox, modelo com fonte embutida e joysticks destacáveis, após o ajuste de matiz

Cores do Enduro no meu Atari da Polyvox, modelo com fonte embutida e joysticks destacáveis, após o ajuste de matiz

Infelizmente fotografar a tela leva a algumas distorções. A imagem real é muito mais bonita do que o que pode ser observado nas fotos. Mas de qualquer forma já dá para ver que as cores melhoraram bastante.

Vale lembrar que este Atari 2600 está original, com saída apenas via RF. A conexão foi feita em uma TV CRT de 20 polegadas. Então uma boa dose de ruído é inevitável.

Depois do Enduro, resolvi dar uma olhada em como ficaram as cores do Pitfall.

Cores do Pitfall no meu Atari da Polyvox, modelo com fonte embutida e joysticks destacáveis, após o ajuste de matiz

Cores do Pitfall no meu Atari da Polyvox, modelo com fonte embutida e joysticks destacáveis, após o ajuste de matiz

Aqui confesso que fiquei na dúvida. Me pareceram bonitas essas cores, mas se for para confiar no Stella, este laranja na verdade seria um tom de bege. Os tijolos seriam mais avermelhados. Enfim, muitas cores seriam diferentes. Mas mesmo ajustando o controle de matiz não consegui chegar nas cores do Stella.

Screenshot do Pitfall no emulador Stella

Screenshot do Pitfall no emulador Stella

Em seguida, resolvi fazer o mesmo ajuste de matiz no meu Atari 2600 com mod de vídeo composto e S-Video. Como minha TV CRT não tem S-Video, usei a entrada de vídeo composto.

Enduro no Atari VCS/2600 através da saída de vídeo composto

Enduro no Atari VCS/2600 com o ajuste de matiz tal qual eu o recebi

Cores do Enduro no meu Atari VCS americano, com mod de S-Video e Vídeo Composto, após o ajuste de matiz

Cores do Enduro no meu Atari VCS americano, com mod de S-Video e Vídeo Composto, após o ajuste de matiz

No caso do Atari 2600 com mod de vídeo composto e S-Video, o ajuste foi bem pouco. Curiosamente o menu do Harmony Cartridge fica um tanto branco na TV CRT. Na TV LCD, usando o Framemeister, ele fica mais verde, ainda que a foto não mostre isso. Confesso que não sei qual é o correto.

Harmony Cartridge no Atari VCS com mod de vídeo composto e S-Video, na TV CRT, após ajuste de matiz

Harmony Cartridge no Atari VCS com mod de vídeo composto e S-Video, na TV CRT, após ajuste de matiz

Tela do Harmony Cartdrige - O cartucho com memória flash para o Atari 2600

Tela do Harmony Cartdrige na TV LCD, usando o Framemeister

O Pitfall no Atari VCS americano com mod de S-Video e Video Composto fica bem diferente do que eu observei no meu Atari 2600 da Polyvox. Aqui o bege não está alaranjado, mas sim esverdeado. O tronco das árvores está mais escuro. Os tons de verdes são diferentes. Enfim, todos os tons são um tanto diferentes.

Cores do Pitfall no meu Atari VCS americano, com mod de S-Video e Vídeo Composto, após o ajuste de matiz.

Cores do Pitfall no meu Atari VCS americano, com mod de S-Video e Vídeo Composto, após o ajuste de matiz.

Se tomarmos o Stella como referência, nenhum dos dois Ataris está correto, mas o Atari VCS americano com mod de S-Video e Video Composto está mais próximo.

Confesso que não tenho uma conclusão para este artigo. O controle de matiz é eficaz em melhorar as cores do Atari 2600, mas ele não faz milagres. Particularmente, os tons de amarelo e laranja não mudam muito com o ajuste.

E por que diferentes consoles apresentam cores diferentes? Desgaste natural do hardware? No caso do console americano, algo relacionado ao mod? No caso do Atari da Polyvox, algo relacionado com as mudanças no circuito feitas pela Polyvox para produzir um sinal PAL-M em vez de NTSC?

Note que agora já existe um mod de RGB para Atari 2600, que imediatamente passou a ser um de meus sonhos de consumo. Não compro um porque acho que não tenho habilidade suficiente com o ferro de solda para instala-lo corretamente. Mas um dia ainda pretendo adquirir um Atari 2600 com o mod RGB já instalado, tal qual fiz com o Atari VCS americano com mod de S-Video e Video Composto.

Mas o fato é que para jogar com cores perfeitas, ironicamente um emulador pode ser necessário. E Isto se considerarmos que a paleta do emulador em questão está realmente correta. Mas como aferir isto com precisão sem um hardware original que também esteja perfeito para comparar? E como obter um exemplar perfeito de um hardware que já foi descontinuado há mais de 30 anos?

E considerando que joguei Atari 2600 em uma TV preto-e-branco durante uns bons anos de minha infância, e outro tanto em uma TV colorida já bem desgastada, e mesmo assim me divertia pra caramba, posso concluir que a paleta perfeita nem é algo tão importante assim. 🙂

Sobre o autor

Skooter

Skooter é cientista da computação e fundador do Skooter Blog. Tem interesse em tudo relacionado a tecnologia e gosta de economizar fazendo suas compras diretamente do exterior.

Link permanente para este artigo: http://www.skooterblog.com/2017/03/10/ajustando-matiz-no-atari-2600/

Deixe um comentário

3 Comentários em "Ajustando a Matiz no Atari 2600"

Notificar sobre
avatar
Ordenar por:   mais novos | mais velhos | mais votados
trackback

[…] « Ajustando a Matiz no Atari 2600 […]

trackback

[…] Ajustando a Matiz no Atari 2600 […]

Conrad
Visitante

Amigo, legal. No entanto, eu descobri alguém com mais TOC que eu. Esse transtorno já me atrapalhou imensamente. Amo tbm colecionar, tenho uma porção de consoles lacrados (Famicom AV, Master System). Possuo os consoles para as jogatinas e tbm tenho o flashcart até pro PCEngine. Sou um híbrido entre colecionador e jogador, por assim dizer. Queria te dar um conselho de quem já vendeu console novo por causa de risco de 2mm e em seguida comprou outro: saia dessa! Jogar é delícia, colecionar, idem, mas pelos seus posts vc é meio obsessivo com o passado, com a infância — com todo o respeito. Vc é mais ou menos como eu.
Curta os games com critério. Abraços.

wpDiscuz