out 17 2008

A farsa dos prejuízos da pirataria

O Silvio Meira publicou hoje em seu blog um artigo sobre pirataria, que trata de algo muito interessante que é a veracidade dos dados que a indústria de cinema, a indústria fonográfica, etc. utiliza para justificar a criação de mais e mais leis retrógradas. Os dados são simplesmentes chutes e mais chutes.

Sempre que RIAA, MPAA e afins falam em prejuízos com pirataria parte-se de uma premissa falsa de que o número de falsificações vendidas é igual ao número de originais que deixaram de ser vendidos. Por exemplo, imagine que 100.000 computadores no Brasil usem um Windows pirata e que o custo da licença do Windows seja R$ 500,00. Isso significa um prejuízo de 50 milhões de reais para a Microsoft, certo? Completamente errado! Se não existisse pirataria muitos desses computadores estariam usando alguma distribuição de Linux, muitos sequer teriam sido vendidos, já que seriam mais caros por conta do sistema operacional original, e assim por diante.

O mesmo se aplica a música, vídeos e seja lá o que for: quem é que realmente iria comprar todos os CDs de toda e qualquer música que já tenha baixado, seja para guardar, seja para ouvir e jogar fora? E no caso dos produtos de grife? Muitas vezes com o preço de um original compra-se 100 falsificados, muitos dos que pagam R$ 10,00 num óculos no camelô jamais pagariam R$ 1000,00 no original.

Além de tudo isso tem a questão da divulgação promovida pela pirataria, não é raro alguém baixar uma música e depois comprar o CD todo. Baixar um jogo ou um software para testar e depois comprar o original. Não é porque um fã de Star Wars baixou o vídeo para ver antes de chegar no cinema, que ele deixará de comprar o ingresso para ver na tela grande ou deixará de comprar o DVD quando for lançado.

Enfim, o que eu quero dizer com tudo isso é que os prejuízos estão muito longe disso que divulgam por aí, e talvez em vez de prejuízo haja até um pequeno lucro em alguns casos específicos.

Dito tudo isto, recomendo que leiam o artigo do dia a dia, bit a bit, que é bastante interessante e trata de muitos outros aspectos além desse que eu citei.

Link permanente para este artigo: https://www.skooterblog.com/2008/10/17/a-farsa-dos-prejuizos-da-pirataria/

Deixe um comentário

1 Comentário em "A farsa dos prejuízos da pirataria"

Notificar sobre
avatar
Ordenar por:   mais novos | mais velhos | mais votados
wpDiscuz