jul 07 2009

DealExtreme: RMA bem-sucedido de HD Externo Hitach 320GB

Essa é a história de mais um RMA bem-sucedido na DealExtreme, coincidentemente no único pedido um pouco mais caro que eu resolvi fazer. O produto é um Disco Rígido SATA de 320 GB, 2.5″ Hitachi Genuíno em uma gaveta USB 2.0, modelo HTS543232L9A300 (2.5″ Genuine Hitachi 320GB SATA Hard Drive with External USB 2.0 Enclosure (HTS543232L9A300)).

HD Externo Hitachi 320GB USB 2.0

HD Externo Hitachi 320GB USB 2.0

O pedido foi feito em 12/05, enviado em 14/05, chegou ao Brasil em 21/05 e por incrível que pareça a Receita Federal de Curitiba não o tributou, como pode ser observado na tabela que mostra o rastreamento, note que o produto foi entregue no endereço de destino em 27/05 e que ele não passou por São José dos Pinhais.

DataLocalSituação
27/05/2009 16:01CDD (Removido)Entregue
27/05/2009 10:53CDD (Removido)Saiu para entrega
21/05/2009 18:19BRASIL – BRASIL/XXConferido
Recebido/Brasil

O carimbo de liberado pela Receita Federal em Curitiba está no pequeno pacote, ser pequeno e trazer a descrição “MEMORY CARDS / USB DRIVES” deve ter ajudado a acalmar a sede por impostos da RF.

Pacote da DealExtreme, registrado, mas não tributado

Pacote da DealExtreme, registrado, mas não tributado

E por fora tudo bonitinho, a caixa mostra que se trata realmente do modelo que foi pedido. Vale destacar que a caixa aparentemente é apenas do case (gaveta), e que alguém (a própria Hitachi?) coloca HDs de diversos tamanhos nessas gavetas e cola o selo com o novo número de modelo, de série, etc. Mas até aí tudo bem.

Parte traseira da caixa da gaveta de HDs 2.5", com o HD Sata de 320GB pré-instalado

Parte traseira da caixa da gaveta de HDs 2.5″, com o HD Sata de 320GB pré-instalado

Dentro da embalagem o HD em um saquinho plástico, uma capinha de couro (provavelmente sintético) e um cabo USB que tem um plug mini-USB em uma ponta e dois plugs USB na outra ponta. É necessário apenas conectar o principal, que tem as entradas de energia e dados, pois o consumo do HD é inferior à 500mA, que é o mínimo que uma porta USB deve suportar por padrão, mas o plug extra pode ser usado se o PC/laptop em questão tiver alguma dificuldade para fornecer toda a energia necessária através de uma única porta.

Dentro da embalagem: o case com o HD, uma capinha de couro e o cabo USB

Dentro da embalagem: o case com o HD, uma capinha de couro e o cabo USB

E por fora tudo em ordem com o case, com as incrições da marca “HITACHI”, e outra dizendo que o HD dentro dela é também um Hitachi. Na lateral a saída mini-USB. Aparentemente não há qualquer forma de abrir a gaveta sem quebrá-la, ou seja, é impossível fazer qualquer reparo ou trocar o HD interno.

Case com HD de 320GB Sata USB 2.0 Hitachi

Case com HD de 320GB Sata USB 2.0 Hitachi

Lateral do case com HD Hitachi 320GB

Lateral do case com HD Hitachi 320GB

Mas como o próprio título desse artigo já indica, houve um RMA, e portanto nesse ponto do texto os leitores provavelmente já esperam que apesar de tudo estar aparentemente bem por fora, na prática o negócio não funcionou. E foi exatamente isso que aconteceu. Ao plugar o cabo USB em uma ou mesmo duas portas do PC o Windows reconhecia que algo havia sido conectado, mas detectava que o dispositivo estava com problemas. Dentro da gaveta nenhum sinal de vida do HD, provavelmente algum mal contato ou algo parecido o impedia de ligar, algumas batidas na lateral até fizeram ele acordar uma ou outra vez, reforçando a tese de que havia algum mal contato interno. Porém, como citei anteriormente, é impossível abrir esse case sem quebrá-lo, tentei remover as tampas laranjas laterais, mas sem sucesso, elas são bem flexíveis, ameaçam sair, mas algo as prende por dentro e não houve forma de removê-las. Obviamente também fiz o teste em outros computadores para ter certeza de que era realmente o dispositivo que estava com problemas.

Diante da impossibilidade de fazer qualquer coisa que traga à vida o dispositivo, resolvi usar o Customer Service Express (CSE) da DealExtreme para pedir o RMA. O problema é que o “expresso” do atendimento da DX é apenas no nome, pois eles prometem uma resposta em 24-48 horas úteis, mas na prática costuma demorar 3-4 dias. E realmente demorou, e infelizmente as primeiras respostas dos atendentes são quase automáticas, do tipo “veja se não tem uma solução no fórum”, etc. Felizmente as respostas subseqüentes são menos morosas e levam cerca de 24 horas úteis. A atendente solicitou que o envio do produto fosse feito da maneira mais barata possível, sem registro, como carta apenas com selos. E tive um belo trabalho para explicar pra ela duas vezes (ela parecia não ler o histórico do ticket antes de responder) que no Brasil os Correios não permitem esse tipo de estratégia, que apenas papel, CDs e DVDs podem ser enviados assim, e que uma mercadoria (como era o caso) teria de ser enviada na modalidade “Leve Econômico” que era a mais barata, mas custaria R$ 38,00. A atendente chegou a perguntar se aqui não tinha o USPS (United States Postal Service) para que eu fizesse o envio mais barato, acho meio óbvio que não exista o serviço postal do Estados Unidos em outros países que não seja os Estados Unidos, mas de qualquer forma expliquei isso pra ela. No dia 10/06, finalmente ela autorizou o envio como Leve Econômico (foram quase duas semanas de troca de informações no ticket), e prontamente despachei o pacote e já enviei os comprovantes, e agora sim, para minha surpresa, eu nem precisaria esperar que o pacote chegasse até Hong Kong, e já ficou disponível pra mim como store credit (crédito na loja) não apenas o valor do HD, mas também 21 dólares extras que correspondem ao que foi gasto com correio para fazer o RMA.

Eu poderia optar pelo envio de um novo HD, já que parece que foi apenas falta de sorte, já que outros compradores receberam os deles funcionando perfeitamente. Porém imaginei que uma segunda remessa poderia não ter a mesma sorte com a Receita Federal e que na verdade só não saí no prejuízo porque o primeiro pacote não foi tributado, afinal a DX devolveria o valor do produto e o do frete de retorno, mas não reembolsaria o imposto. Existe um procedimento de usar garantia no exterior e não pagar o imposto novamente quando o produto volta, mas parece ter uma burocracia desgraçada, além de ter de contar com a boa vontade da loja de cumprir a parte burocrática que lhes cabe, o que pode ser muito difícil. Além disso, a essa altura eu já estava com uma viagem marcada para os Estados Unidos e achei que era melhor trazer um HD externo de lá, já que a diferença de preço não era tão grande, lá eu poderia testar o HD antes de trazê-lo de volta, além de contar com modelos de até 500GB de marcas de renome como Seagate e Western Digital. Analisando tudo isso acabei optando por trazer um Seagate de 500GB de lá, adquirido na Best Buy.

Quanto ao store credit, acabei pedindo para me enviarem um Navegador GPS 5.0″ LCD, 372 MHz de CPU, Windows CE 5.0, Bluetooth, Tranmissor FM e Cartão SD de 2GB com mapas (5.0″ LCD 372MHz CPU Windows CE 5.0 Bluetooth + GPS Navigator w/FM Transmitter + 2GB Maps SD) que era um pouco mais caro do que o crédito, mas a DX foi tão legal que nem quis a diferença. Este foi enviado, já chegou, foi tributado, e está funcionando perfeitamente, mas essa história fica para um outro review.

O pacote do RMA parece ter seguido para Hong Kong, como pode ser visto pelo rastreamento do mesmo, e provavelmente chegou na DX, mas não tive nenhuma confirmação disso, e de qualquer forma eu já pude usar o store credit bem antes do produto sair do Brasil, algo que lojas brasileiras dificilmente fariam, graças à “malandragem brasileira” que infelizmente predomina por aqui. E infelizmente é uma questão de tempo até que algum bandido brasileiro golpista resolva fazer um RMA de uma caixa cheia de pedrinhas para ganhar dinheiro ilicitamente, já que as leis brasileiras protegem esse e todos os tipos de marginais. E é por isso que tantas lojas do exterior não vendem para o Brasil. Mas espero estar enganado e que essa confiança que a DX tem em seus clientes não seja nunca abalada.

DataLocalSituação
16/06/2009 14:42BRASIL – BRASIL/XXEncaminhado
Em trânsito para HONG KONG
10/06/2009 22:48CTE CAMPINAS – VALINHOS/SPEncaminhado
Encaminhado para GMEXP/CTCI/SPM – SAO PAULO/SP
10/06/2009 17:52CDD (Removido)Encaminhado
Encaminhado para CTE CAMPINAS – VALINHOS/SP
10/06/2009 14:13AC (Removido)Postado

Ah, e caso fosse possível o envio sem registro e não houvesse comprovante bastaria uma foto do pacote pronto (antes de ser enviado) como “comprovante”. Eu tirei a foto do pacote (abaixo), mas infelizmente não pude fazer o envio sem registro porque, como já disse, aqui no Brasil esse tipo de envio é restrito à papel, CDs e DVDs. É claro que eu poderia ter mentido quanto ao conteúdo e provavelmente não haveria qualquer problemas, mas acho melhor evitar esse tipo de situação. Para quem for fazer RMAs para o exterior recomendo baixar no site dos correios o formulário “CP72 – Airway Bill – AWB”, preenchê-lo, imprimir 4 cópias e já levar para o correio para poupar tempo, caso contrário tem que preencher tudo na hora e ajudar a emperrar as filas. A atendente dos correios ficou muito feliz de eu ter feito isso, disse que eu fui o primeiro a levar pronto.

Pacote do RMA para a DealExtreme

Pacote do RMA para a DealExtreme

Aguarde os próximos reviews. Se você também quiser fazer suas compras na DealExtreme, direto de Hong Kong, clique aqui e boas compras.

Link permanente para este artigo: https://www.skooterblog.com/2009/07/07/dealextreme-rma-bem-sucedido-de-hd-externo-hitach-320gb/

Deixe um comentário

39 Comentários em "DealExtreme: RMA bem-sucedido de HD Externo Hitach 320GB"

Notificar sobre
avatar
Ordenar por:   mais novos | mais velhos | mais votados
wpDiscuz