ago 27 2014

Organizando suas ROMs no Mega Everdrive, SD2SNES e outros flash carts

Colocar imagens de ROMs em um cartão SD para jogar no Mega Drive ou Super Nintendo através do Mega Everdrive e do SD2SNES é algo trivial. Basta copiar e colar, e depois navegar no cartão com os menus do próprio software desses flash carts.

Mas para quem gosta de ter a coleção atualizada, como eu, o processo de atualizar o SD e mantê-lo organizado pode ser um tanto trabalhoso. Por exemplo, eu gosto de separar as ROMs em diretórios cujo nome é a primeira letra do nome do jogo, para facilitar um pouco a navegação. Assim, em vez de um único diretório com centenas de arquivos, eu tenho vinte e poucos diretórios com dezenas de arquivos.

Esta é uma visão parcial da estrutura do meu cartão SD do Mega Everdrive

Esta é uma visão parcial da estrutura do meu cartão SD do Mega Everdrive

Como fazer esse processo manualmente é trabalhoso, criei esse pequeno passo-a-passo de como eu faço.

Em primeiro lugar é preciso escolher uma coleção. Antigamente eu usava os Goodsets, que catalogam todas as ROMs em circulação, incluindo hacks, bad dumps, overdumps, etc. É uma quantidade muito grande de arquivos, a maioria inúteis, bad dumps e overdumps não servem pra nada uma vez que temos um bom dump disponível. A maioria dos hacks também são bobagem, muitos deles nem funcionam no hardware real, apenas em emuladores. Alguns podem até valer a pena, mas nesse caso prefiro mantê-los separadamente.

Hoje os pacotes que utilizo para todos os consoles que usam cartuchos são os No-Intro. Costumo baixar os pacotes no tracker Pleasuredome, mas já alerto que é um tracker privado. Não é preciso convite, mas para conseguir baixar os pacotes No-Intro é preciso baixar e fazer upload de torrents free para conseguir os créditos necessários. Como eu também coleciono os pacotes de MAME e MESS (que são free), isto não é um problemaO No-Intro pega apenas o melhor dump de cada cartucho. Eles incluem mais de uma versão do mesmo jogo no caso de diferentes versões regionais, versões atualizadas, betas, etc. Mas é basicamente apenas o que está disponível em cartuchos reais.

A cada atualização do pacote No-Intro no Pleasuredome, eu atualizo também meus cartões SD do Mega Everdrive e do SD2SNES. Eis aqui o procedimento que sigo:

Mega Drive / Master System no Everdrive

Os arquivos do pacote estão todos compactados individualmente no formato ZIP. Descompactar um a um é inviável, naturalmente. É aí que entra o 7-Zip. Usando o 7-Zip eu seleciono todas as ROMs no Windows Explorer, clico com o botão direito, seleciono a opção “7-Zip” e depois “Extrair Arquivos”. A interface do 7-Zip abre e aí é só colocar um diretório temporário no campo “Extrair para:”. Pronto, já temos todas as ROMs descompactadas nesse diretório temporário.

O próximo passo é separar as ROMs em pastas com suas iniciais: “A”, “B”, “C”, …, “Z”, e mais um diretório extra, que costumo chamar de “#”, para colocar as ROMs cujos nomes começam por números. Normalmente também deixo um diretório “BIOS”, apesar dos arquivos originais de BIOS não poderem ser usados diretamente como se fossem cartucho.

Para fazer a separação entra um programa chamado Folder Axe. Ele permite separar arquivos em diversos subdiretórios de diversas formas, dentre as quais a que eu utilizo nos meus cartões SD. Pois bem, no Folder Axe, seleciono a pasta temporária que criei com as ROMs descompactadas. Então seleciono a opção “By Name” e digito “1” no campo “How many characters in the file name (From the left) should be considered?”. Depois é só clicar em “Split!” e a separação será feita.

Folder Axe, o software que facilita o trabalho de dividir as ROMs em subdiretórios

Folder Axe, o software que facilita o trabalho de dividir as ROMs em subdiretórios

É preciso tomar muito cuidado com as opções no Folder Axe. Em uma ocasião fiz alguma configuração errada e o resultado foi a criação de milhões (sim, milhões) de subdiretórios. Apagar tudo aquilo foi muito trabalhoso, visto que o Windows e até o comando del do DOS internamente listam os arquivos na memória antes de excluí-los, e tentar listar milhões de subdiretórios na memória é um tanto impossível.

Agora, com os arquivos já devidamente separados faço um ajuste fino, criando o diretório “#” e movendo para ele todas as ROMs cujos nomes iniciem por números. Além disso, renomeio o diretório “[” para “BIOS”. Depois disso é só mover a estrutura criada para o diretório desejado no cartão SD.

Nas atualizações é só repetir o mesmo processo. Como o Everdrive guarda “saves” e “snaps” em diretório separado, é seguro deletar todos os diretórios da coleção desatualizada no cartão SD para evitar ficar com ROMs que foram excluídas ou renomeadas desde a última versão do No-Intro.

No caso do Master System algumas BIOS incluem jogos. Uma particularmente interessante é a BIOS que contém o Alex Kidd in Miracle World, pois essa versão é diferente da versão em cartucho. Nela os botões estão invertidos, ficando o soco no botão 1 e o pulo no botão 2, como é mais natural. Além disso, o bolo de arroz no final de cada fase é substituído por um hambúrguer, na tentativa de americanizar o personagem. Essa é a versão que eu jogava no meu Master System II da Tec Toy, pois ela vinha na memória. Então é exatamente essa BIOS que eu gosto de jogar com o Mega Everdrive. Como as BIOS não executam diretamente como se fossem cartuchos é preciso aplicar um patch na ROM. Mas essas ROMs “remendadas” eu deixo fora do diretório do No-Intro.

Eu faço esse mesmo processo para as ROMs de Master System e para as de Mega Drive. Naturalmente deixo os subdiretórios de cadas sistema separados, por isso faço o processo para um grupo de cada vez. Para quem tem o 32X, o processo também deve valer para as ROMs dele.

Super Nintendo no SD2SNES

O procedimento na primeira vez é o mesmo do Mega Drive. Apenas nas atualizações é preciso ter o cuidado de não excluir os “saves” do cartão SD. Então, antes de atualizar, o melhor é abrir o diretório pai onde estão todos os subdiretórios com as ROMs a serem excluídas e usar a opção de pesquisa do Windows para localizar apenas os arquivos de ROMs. Para tanto, basta colocar “*.sfc” no campo de pesquisa. Em seguida é só selecionar todos os resultados e excluir tudo. Depois é preciso excluir as BIOS do diretório de BIOS, pois diferentemente das ROMs, elas tem extensão .bin. Assim, na estrutura de diretórios ficarão apenas os arquivos .srm com os saves.

Feita a limpeza, é só fazer o processo todo de descompactar a coleção atualizada com o 7-Zip, separar com o Folder Axe e mover a estrutura nova para o cartão SD.

Link permanente para este artigo: https://www.skooterblog.com/2014/08/27/organizando-suas-roms-mega-everdrive-sd2snes-e-outros-flash-carts/

Deixe um comentário

4 Comentários em "Organizando suas ROMs no Mega Everdrive, SD2SNES e outros flash carts"

Notificar sobre
avatar
Ordenar por:   mais novos | mais velhos | mais votados
fernando
Visitante
fernando

Manda a ultima atualização zipada no google drive ou por e-mail.
[email protected]

Thomas Dirani Senna Calabrese
Visitante

Cara… acabei de perder todo o conteúdo do meu HD… alguma alma caridosa poderia me fornecer um link ou torrent dos roms?
Originalmente, a muito tempo atrás, eu tinha começado a separar os roms de jogos repetidos, essencialmente, +/-, o mesmo que o jovem acima diz ter feito, mas por um infeliz caso do destino, perdi tudo que tinha no meu hd.

Eduardo Pimentel
Visitante

Se possível, gostaria também de uma cópia da sua coleção.
[email protected]

Erivando
Visitante
Erivando

Esse “carinha” disponibiliza vários packs para vários everdrives super organizados, vale muito a pena dá uma conferida:
https://www.epforums.org/showthread.php?101715-MULTI-ROM-SET-EverDrive-Packs-Release-Thread

wpDiscuz