[Dicas da Tec Toy] Super Cross (Enduro Racer) – Master System

Super Cross é o nome que a Tec Toy deu para o jogo Enduro Racer, que foi lançado pela Sega em 1987 no Japão, EUA e Europa. O jogo é fracamente inspirado no arcade de mesmo nome, também da Sega, mas apresenta uma mecânica bem diferente, com uma visão perpendicular, como no Paper Boy, em vez do estilo Hang On.

A versão japonesa tem 2 Mega, enquanto a versão ocidental tem apenas 1 Mega. A redução custou a remoção de 5 dos 10 circuitos. Com isso na versão ocidental é preciso completar cada um dos 5 circuitos duas vezes para terminar o jogo.

Por que a Tec Toy mudou o nome do jogo eu não faço ideia. Talvez Super Cross seja algo que remeta mais a uma corrida de motocross. Quando vi o nome Enduro Racer pela primeira vez, imaginei que seria uma corrida de carros, devido ao clássico Enduro do Atari 2600.

Note que apesar do título diferente na caixinha, a Tec Toy não mudou a ROM do jogo, que é exatamente igual à versão americana e européia. Portanto, o título que aparece na abertura do jogo é Enduro Racer e o jogo só tem 1 Mega e 5 fases.

Esta é a capa do Super Cross, conforme extraída do Tec Toy Wiki:

Capa da Tec Toy para o Super Cross (Enduro Racer) - Master System.

Capa da Tec Toy para o Super Cross (Enduro Racer) – Master System.

A história do jogo aparece na traseira da caixinha, como segue:

Faça a contagem regressiva nessa aventura: três, ligue o motor; dois, prepare-se e um, largada. É uma corrida difícil e numa pista que nenhum profissional jamais enfrentou. Felizmente você está preparado com uma motocross “off road” e super veloz.

Todos os obstáculos (naturais e artificiais) como saltos, motos competidoras, farão de sua corrida uma aventura inigualável. Você tem apenas um objetivo: a linha de chegada.

Assim, dirija o mais rápido que puder: o relógio está contra você. Tome cuidado, pois, se cair, será difícil levantar, e você tem apenas uma moto para pilotar nessa pista trepidante.

Agora, engate as marchas, movimente as rodas e arranque para a vitória.

Infelizmente este jogo não estava disponível na locadora que eu frequentava. Devo ter pedido as dicas para a Tec Toy depois de te-lo visto no catálogo que vinha com o console, na esperança de um dia joga-lo. Mas isso só foi acontecer no ano passado, quando finalmente resolvi pega-lo para jogar no meu Analogue Mega Sg.

O jogo é até legalzinho. É possível fazer upgrades na moto com os pontos que ganhamos nas corridas anteriores. Não é nenhuma obra prima que será sempre lembrada, mas dá para se divertir um pouco com ele.

E agora a minha principal contribuição para a comunidade: o folheto que a Tec Toy me enviou com as dicas do Super Cross lá no início dos anos 90, época do saudoso Master Club.

O folheto consiste em uma única folha de formulário contínuo, com impressão matricial. Este é um dos folhetos mais simples, com a saudação “Caro amiguinho”, e o encerramento “boa sorte”, sem ficha técnica, enredo,  objetivo, etc. Neste caso a única dica é o truque para seleção de fases.

Confira o folheto da Tec Toy com as dicas do Super Cross digitalizado:

Para completar, deixo um vídeo demonstrando o Super Cross (ou Enduro Racer) em sua versão ocidental. É a primeira vez que joguei, então não espere muita habilidade:

Os equipamentos utilizados para estas capturas foram:

  • Elgato – Game Capture HD60 – para a captura do vídeo em formato digital em Full HD e 60fps.
  • Analogue Mega Sg – um Mega Drive em FPGA, com saída HDMI em 1080p (Full HD), que também executa jogos do Master System, do Game Gear, do SG-1000 e do ColecoVision.
  • 8BitDo m30 – Controle sem fio para Mega Drive e Master System
0 0 voto
Article Rating

Link permanente para este artigo: https://www.skooterblog.com/2020/02/26/dicas-da-tec-toy-super-cross-enduro-racer-master-system/

Inscrever
Notificar sobre
guest
4 Comentários
mais velhos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Polter

Acho que nunca mandei essas cartas, mas a primeira vez que terminei o Alex Kidd foi com ajuda daquela Hot Line da tectoy, por telefone eles passaram a sequencia. Só depois que descobri que pegava uma pedra antes onde mostrava a tal sequencia.

Polter

Realmente é a mesma carta e cortaram a parte que aparece o nome do seu blog. Outra curiosidade que neste post antigo que vc linkou, eu havia feito o mesmo comentário há 4 anos

Samuel

Cheguei a jogar um pouco na casa de um vizinho. Legalzinho mas só na época mesmo, não tenho tanto interesse em Master System, talvez por não ter o console e logo ganhei o Mega e esse sim marcou e jogo até hoje.

É engraçado como as empresas de videogame não preservam sua história. Imaginava que a Tectoy tinha um acervo dos produtos comercializados mas não. Colecionadores como o Ricardo Régis que tinha todos os Master e Mega feitos pela Tectoy que preservam a história. Outro exemplo absurdo é o prototipo do primeiro Playstation na época da parceria Sony/Nintendo. O console estava na casa um ex-funcionário de uma empresa americana que não recordo o nome e anos depois o filho dele por acaso achou na garagem. Acho que foi isso. Hoje é uma raridade e talvez o mais raro e caro console.

×
4
0
Gostaríamos de saber o que você pensa, deixe seu comentáriox
()
x
Enable Notifications    Ok No thanks