[Review] Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB

Neste artigo falo sobre um Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, com layout completo e no padrão ABNT 2, retroiluminação RGB com diversos modos, e switches Outemu Blue.

Motivação

Em 2013 estava montando um novo PC completo. Escolhi para ele o teclado Microsoft Wired Keyboard 600. É o teclado mais simples da Microsoft, com teclas multimídia e perfil baixo. É um teclado de membrana, como a maioria dos teclados mais baratos. Ele não tem firulas ergonômicas fora de padrão, que só são boas para quem usa um único teclado. Eu já usava teclados Microsoft Wired Keyboard 600 no meu trabalho, e gostava bastante deles, então acabou sendo uma escolha natural.

Um problema comum do Microsoft Wired Keyboard 600 é que, com o tempo, a serigrafia das teclas tende a sumir, e acabamos ficando com um teclado onde as teclas mais usadas vão ficando sem identificação ou com a identificação meio apagada. Até aí eu não considerei mudar de teclado.

Porém, um problema mais grave surgiu em meados do ano passado. Eventualmente algumas teclas “enroscavam” e ficavam como se estivessem pressionadas indefinidamente. O travamento era apenas lógico, fisicamente a tecla e a membrana voltavam normalmente. Mas o único jeito de parar a repetição era retirando o cabo USB do teclado e conectando novamente. Não era algo frequente, acontecia nem uma vez por semana. mas quando acontecia era bastante incômodo. Se eu estivesse digitando um texto, por exemplo, a tecla em questão começava a se repetir sem parar. Aconteceu inclusive algumas vezes em que eu estava digitando um texto aqui no Skooter Blog.

Nunca tive plena certeza se o defeito era realmente do Microsoft Wired Keyboard 600 ou algo no Windows, mas como o teclado já tinha o problema da serigrafia, optei por troca-lo. E o fato é que o defeito não apareceu mais após a troca de teclado.

A Escolha do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB

Desde que comecei a montar meus próprios computadores, costumo procurar usar peças de alto desempenho e qualidade. Trabalho com o PC em casa e preciso de bastante poder de processamento e memória. Em 2013 já montei o PC com processador i7, 32GB de RAM, etc. De lá para cá, fiz só alguns upgrades forçados por problemas, então minha configuração atual já está um pouco defasada, principalmente a placa de vídeo, mas para o meu uso está bom.

Desse modo, iniciei 2018 com meu PC tendo a seguinte configuração (com links para os itens que já foram mostrados aqui no Skooter Blog):

Para muita gente, o teclado simples destoava do conjunto. Mas eu sempre respondia que me bastava um bom teclado ABNT2, e sem firulas ergonômicas.

Frequentemente me falavam de teclados mecânicos e suas maravilhas. Mas me parecia algo muito voltado para gamers, e eu nem jogo mais no PC. Minha lembrança de teclados mecânicos lá nos anos 90 também não era boa, eram teclas que falhavam e enroscavam com frequência.

Decidido a adquirir um novo teclado, eu até cogitei outro Teclado Microsoft Wired Keyboard 600, afinal o meu durou quase 5 anos. E ele custa menos de R$ 100,00. Mas quis considerar as opções.

Primeiro considerei as opções de teclados de membrana mesmo. Pensei em pegar um teclado Logitech, pois gosto da marca. O Logitech K120 me pareceu uma boa pedida, mas ele não tem teclas multimídia. O Logitech MK270 tem as teclas multimídia, mas é sem fio. Me parece desnecessário um teclado sem fio para desktop. Ele não vai sair do lugar. E um fio a mais ou um fio a menos não faz diferença. Por outro lado, seria mais um equipamento para eu me preocupar com pilhas.

Resolvi então dar uma olhada nos teclados mecânicos. Primeiro fui ver as marcas que eu já conheço e confio. Logo já descartei a Logitech, pois eles não fazem teclado mecânico no padrão ABNT2. Corsair pareceu uma boa pedida, mas além de serem bem caros, não são ABNT2 de verdade. Falta a tecla de ponto no teclado numérico, sabe-se lá porque.

Nesse meio tempo resolvi estudar um pouco mais sobre teclados mecânicos, incluindo aí os diferentes tipos de teclas, switches, iluminação, etc. Decidi então que era melhor fazer uma lista de requisitos do teclado que eu queria, para facilitar a busca.

A seguir, listo as cinco características que eu buscava e as respectivas justificativas.

Quesito 1: Teclado completo

Há teclados menores, alguns chamados de 60%, semelhante a teclados de laptop, sem o teclado numérico. Eu não queria um desses. Queria um teclado completo, até porque uso bastante o teclado numérico.

Quesito 2. Layout ABNT2

Quando eu comecei a usar PCs, praticamente só existiam teclados no padrão americano. Eu acostumei com eles. Deixei de lado tudo que aprendi no curso de datilografia e me adaptei. Apenas alguns anos mais tarde fui ver os primeiros “teclados com cedilha”. Mas evitei-os o quanto pude. Sempre que ia comprar um novo teclado, procurava por um no padrão americano que eu já estava acostumado.

Com o tempo foi ficando cada vez mais difícil achar teclado no padrão americano. E quando achava ainda eram coisas bizarras com teclas fora de padrão. Por exemplo: tecla “Power” no lugar do “Print Screen” deslocando a Print Screen pro lugar do Insert, o Insert pro lugar do Delete, e outras bizarrices.

Teclados bizarros que surgiram na época do Windows 95.

Teclados bizarros que surgiram na época do Windows 95.

Acabei me rendendo ao padrão ABNT2 quando comprei um monitor e ganhei como brinde um kit de teclado e mouse sem fio da Microsoft que seguia o padrão. Aliás, seguia mais ou menos o padrão, pois era um daqueles com “Delete” grande. Também comprei, mais ou menos na mesma época, um laptop nacional da HP, que também veio com teclado com cedilha.

O fato é que acabei me acostumando com o layout ABNT2. É muito mais fácil para digitar textos em português, pois a acentuação está mais acessível, e no mesmo lugar onde ficavam nas máquinas de escrever. Hoje não abro mão dele.

Quesito 3: Retroiluminação

Já que é para comprar um teclado caro, é essencial que ele tenha retroiluminação, para digitar no escuro se for o caso. Esse recurso está presente em meu laptop e é muito útil. Não precisaria ser necessariamente RGB, uma luz branca estaria de bom tamanho.

Quesito 4: Switches Cherry MX Brown (ou equivalente de outra marca)

Todo o meu conhecimento sobre os vários tipos de switch é apenas teórico. Eu simplesmente não tinha como testar, pois não se acha esse tipo de teclado em lojas locais. Aprendi que os switches Cherry MX Blue tem retorno tátil e audível, que os switches Cherry MX Brown tem apenas retorno tátil e que os switches Cherry MX Red tem o curso livre, sem retorno tátil ou audível.

Pois bem, os Cherry MX Brown são os mais indicados para marinheiros de primeira viagem, por terem o retorno tátil e não fazerem tanto barulho quanto os Cherry MX Blue. Cherry MX Red é mais indicado para jogos. O Cherry MX Blue é indicado para digitação. Recomendações à parte, há quem ame ou odeie cada um desses tipos de switches independentemente da aplicação, e muitos outros tipos de switch que nem mencionei. Há até quem não abra mão dos cliques do Blue.

Apesar de praticamente não usar mais o computador para jogos, eu já sabia que um ponto negativo dos teclados mecânicos é o barulho, então a princípio eu queria um teclado com os switches Cherry MX BrownNão fazia questão que fossem Cherry MX mesmo, pois os teclados com os switches da marca famosa costumam ser bem caros. Eu estava disposto a pegar os switches brown de outra marca, como a Outemu ou Kailh, que usam o mesmo padrão de cores para identificar seus modelos que tem características semelhantes aos da Cherry MX de mesma cor.

Quesito 5: Teclas Multimídia

Depois de alguns anos usando teclados com teclas multimídia, eu acabei me acostumando com elas, principalmente a da calculadora. Então esse também era um requisito para o meu teclado mecânico.

Adaptação à Realidade

Quando eu comecei a procurar por teclados que atendessem aos quesitos, percebi que não tinha jeito, eu precisava abrir mão de alguma coisa.

Para começar, teclados mecânicos ABNT2 são raros. Não há muitas opções. Mas o layout ABNT2 completo foi algo que eu não abri mão. O Havit HV-KB370L RGB conta com os dois primeiros quesitos.

Teclas multimídia também é algo que aparentemente não existe em teclado mecânico. Eu entendo que colocar teclas extras num teclado de membrana adiciona pouco custo ao produto. Em teclados mecânicos, cada tecla é um novo switch e switches são caros. Mas me parece bastante aceitável que as teclas multimídia sejam de membrana, mesmo em teclados mecânicos. Afinal, elas são pouco usadas e tem um perfil mais baixo. Infelizmente nenhum fabricante teve essa ideia, ou se teve não implementou.

A maioria dos teclados mecânicos tem o equivalente à teclas multimídia acionando uma combinação de teclas. No caso do Havit HV-KB370L RGB, as teclas multimídias estão nos botões de F1 a F11, e são acessíveis segurando a tecla FN e então pressionando-as. Ok, eu posso viver com isso…

No quesito retroiluminação o Havit HV-KB370L RGB dá e sobra, pois é RGB. Dá para escolher uma cor sólida ou escolher um dos muitos efeitos, com suas diversas variações.

Meu maior pé atrás ficou por conta dos switches. O Havit HV-KB370L RGB usa os switches Outemu Blue, que tem o retorno tátil e audível. Não são nada silenciosos.

Na ocasião da compra, ainda não haviam reviews do Havit HV-KB370L RGB disponíveis, mas havia alguns de um outro modelo, o Havit HV-KB366L, que é bastante elogiado. A diferença entre eles é que o Havit HV-KB366L é pequeno, praticamente sem bordas e com um estilo conhecido como “teclas flutuantes”. O Havit HV-KB370L é um teclado maior, com apoio de pulso e um estilo mais tradicional. O Havit HV-KB370L é mais o meu estilo, então preferi ele.

Ainda na ocasião da compra, o Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB era, até onde sei, o único teclado mecânico ABNT2 completo com retroiluminação RGB à venda no Brasil. Todos os outros falhavam em algum desses quesitos. O Corsair Gaming Strafe RGB chega perto, mas falha por não ter o ponto no teclado numérico. O Sharkoon SGK3 que surgiu recentemente parece sofrer do mesmo problema.

Para completar, o Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB estava à venda por R$ 249,00 com frete grátis. Nada mal para um teclado mecânico com suas características. E assim tomei minha decisão.

A Compra do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB

Na ocasião da compra, o Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB só estava disponível no Mercado Livre e na Pichau. Minha única compra na segunda loja resultou em um cancelamento porque eles venderam sem ter estoque, então acabei optando pelo Mercado Livre mesmo.

O vendedor postou bem rápido, mas o Correios conseguiu demorar três dias apenas para entregar um Sedex da capital para o interior de São Paulo, algo que normalmente leva apenas um dia.

O Primeiro Unboxing

Para a minha decepção, o primeiro Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB que recebi estava com um risco no apoio de pulso e com algumas teclas raspadas. Não tinha sinal de uso nem nada, provavelmente foi alguma falha na produção.

O primeiro Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB que recebi, com um risco e teclas raspadas.

O primeiro Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB que recebi, com um risco e teclas raspadas.

O primeiro Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB que recebi, com um risco e teclas raspadas.

O primeiro Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB que recebi, com um risco e teclas raspadas.

O primeiro Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB que recebi, com um risco e teclas raspadas.

O primeiro Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB que recebi, com um risco e teclas raspadas.

Contatei o vendedor e ele fez a troca para mim sem problemas, cobrindo os custos de devolução e envio do novo teclado.

O Segundo Unboxing

Com o segundo Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB tive mais sorte. Ele veio em perfeito estado e funcionando perfeitamente. Confira as fotos do unboxing.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em sua embalagem.

Manual e extrator de teclas do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Manual e extrator de teclas do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Manual do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Manual do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Conector USB do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Conector USB do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Parte de baixo do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Parte de baixo do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Parte de baixo do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Parte de baixo do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Detalhe do Switch Outemu Blue no Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Detalhe do Switch Outemu Blue no Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Detalhe do Switch Outemu Blue no Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Detalhe do Switch Outemu Blue no Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Testes e Impressões

A primeira impressão com o Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB é muito boa. Ele é pesado e parece ser bem construído.

O cabo tem malha textil e é longo o suficiente para chegar até o meu PC, passando por uma canaleta na bancada.

Borrachas na parte inferior e nos pés mantem o Havit HV-KB370L complemente firme na superfície do suporte de teclado da minha bancada.

Os apoios de pulso são relativamente curtos, eu acabei usando um apoio adicional de gel da Maxprint que eu já usava com o Microsoft Wired Keyboard 600 para conseguir apoiar meus pulsos de fato.

As keycaps são impressas a laser e não percebi nenhuma falha. Em dois meses de uso continuam perfeitas. Espero que não descasquem, mas só o tempo dirá.

As fontes são boas, bem visíveis. Não são aquelas fontes “gamer” extravagantes. O “Ç” está com uma fonte diferente, o que parece ser algo comum nos teclados ABNT2 das marcas menos conhecidas.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em funcionamento.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em funcionamento.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em funcionamento.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em funcionamento.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em funcionamento.

Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB, em funcionamento.

Bloqueio do Teclado e da Tecla do Windows

É possível travar e destravar o teclado pressionando FN + F12, uma funcionalidade muito útil na hora de fazer limpeza com o computador ligado.

Também é possível travar e destravar a tecla do Windows pressionando FN e a própria tecla do Windows, o que é útil em jogos que não fazem o bloqueio e saem da tela cheia quando o jogador esbarra sem querer nessa tecla.

Mas há uma decisão questionável de projeto aqui. A tecla do Windows não acompanha o esquema de iluminação das outras. Ela fica apagada e acende em vermelho apenas quando está bloqueada. É possível trocar a cor dela pressionando FN + Scroll Lock, mas não é possível deixa-la iluminada sem que esteja bloqueada. É um tanto estranho vê-la ali apagada na maior parte do tempo.

As Teclas Multimídia

Como eu já havia mencionado, as teclas multimídia são acionadas combinando FN e uma das teclas de F1 a F11. Elas são as seguintes:

  • F1 – Computador
  • F2 – Pesquisar
  • F3 – Calculadora
  • F4 – Música
  • F5 – Voltar Faixa
  • F6 – Avançar Faixa
  • F7 – Play / Pausa
  • F8 – Stop
  • F9 – Mute
  • F10 – Reduz Volume
  • F11 – Aumenta Volume

A Retroiluminação RGB

A retroiluminação do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB é controlada com o uso da tecla FN combinada com Ins, Del e as teclas de seta.

Com FN + Ins seleciona-se o tipo de efeito. Com FN + Del as variações do tipo (cores, etc.). Com FN + seta para esquerda ou direita, ajusta-se a velocidade do efeito. Com FN + seta para cima ou para baixo, ajusta-se o brilho.

Não é possível controlar os efeitos por software, e ao selecionar cores estamos limitados a uma paleta de 3 bits apenas, ou seja, são 8 opções de cores fixas, ainda que cores intermediárias apareçam nos efeitos.

Eu poderia escrever um texto falando sobre todos os efeitos e tipos de iluminação possíveis, mas me parece mais produtivo mostra-los com um vídeo e algumas fotos. Confira:

As várias cores do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

As várias cores do Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB.

Para quem não gosta, é possível desligar completamente a iluminação pressionando FN + Prt Sc. Por fim, FN + Esc reinicializa o teclado, voltando à configuração padrão, com iluminação fixa em branco.

Muitas pessoas reclamaram dos LEDs que indicam o estado das teclas Num Lock, Caps Lock e Scroll Lock no Havit HV-KB366L, o modelo irmão do Havit HV-KB370L RGB. Dizem que eles são muito fortes e ofuscam a visão. Mas o problema foi resolvido no Havit HV-KB370L RGB. Acredito que os LEDs ainda sejam os mesmos, mas como o teclado não é flutuante, a placa onde eles ficam está mais longe da abertura acrílica, de modo que a luz fica em uma intensidade normal no ângulo em que o usuário está. Eles só ofuscam a visão se forem vistos diretamente, com o usuário em um ângulo de 90º em relação ao teclado, e acho que ninguém digita assim.

Os Switches Outemu Blue

Eu não tenho base de comparação para avaliar switches, pois este é meu primeiro teclado mecânico. Comparando o Havit HV-KB370L RGB com teclados de membrana posso afirmar que ele é realmente muito melhor. As teclas ficam bem mais “leves”. Depois de usar o Havit HV-KB370L RGB, usar novamente um teclado de membrana é estranho.

O retorno tátil dos Switches Outemu Blue, para saber que a tecla foi acionada, é muito melhor. Com o tempo acostuma-se a digitar com menos força. Se eu digitar da forma que estou digitando agora em um teclado de membrana, a maioria das teclas não seriam registradas por falta de força.

O barulho é realmente um show a parte. O Havit HV-KB370L RGB é definitivamente barulhento. Não dá para usa-lo em ambientes que requerem silêncio. Mas eu já me acostumei com ele. Eu também poderia escrever um enorme texto sobre o ruído do teclado, mas novamente é mais eficaz apenas conferir o vídeo já mostrado acima.

Ultimamente tem-se falado bastante do controle de qualidade dos switches Outemu Blue. Os relatos de defeitos aumentaram recentemente. Mas sem um estudo mais aprofundado não dá para saber se isto não é apenas resultado de sua crescente popularidade. Em dois meses de uso, os meus ainda não apresentaram nenhum problema. Espero que durem bastante. Outro fator importante é que a Havit oferece uma garantia de 1 ano no Brasil.

Considerações Finais

Posso afirmar que estou bastante satisfeito com o Teclado Mecânico Havit HV-KB370L RGB. Agora eu sei que teclado mecânico não é frescura. A experiência de uso é realmente muito melhor, mesmo com um teclado que não é de uma marca famosa e cujos switches não são os mais famosos do mercado.

A durabilidade ainda é uma incógnita para mim, mas estou apostando no Havit HV-KB370L RGB, tanto que comprei outro deles para usar no meu trabalho, de tão descontente que eu ficava ao ir para lá e ter de usar  teclado de membrana.

O custo benefício do Havit HV-KB370L RGB também é muito bom, provavelmente o melhor do Brasil para um teclado ABNT2 completo com iluminação RGB. Eu o compraria novamente hoje sem pensar duas vezes.

Link permanente para este artigo: https://www.skooterblog.com/2018/03/20/review-teclado-mecanico-havit-hv-kb370l-rgb/

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
2 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Hottest comment thread
2 Autores de comentários
ViniciusLucas Santos Autores de comentários recentes
  Inscrever  
mais novos mais velhos mais votados
Notificar sobre
Lucas Santos
Visitante
Lucas Santos

Excelente review! Me ajudou a escolher esse teclado

Vinicius
Visitante
Vinicius

Tenho um Logitech G19 a 8 anos e nunca mais compro outro tipo de teclado. O único problema dele é o preço que esta beirando os R$1000.00.