[Review] DAC Topping DX3 Pro+ HiFi Amplificador de Fones, Decodificador, Pré-Amplificador, DSD256, ES9038Q2M


O DAC Topping DX3 Pro+ é um DAC de mesa e amplificador para fones de ouvido considerado acessível (faixa dos 200 dólares americanos). Com uma assinatura sonora neutra, ele se apresenta como uma opção interessante para aqueles que preferem não depender do áudio onboard das placas-mães.  É usado até mesmo por audiófilos com orçamento mais consciente, então para mim é praticamente uma “placa de som” definitiva. A aquisição foi antes da implantação do Remessa Conforme, e o pacote não foi tributado.

Motivação

Minha história com placas de som se iniciou lá em meados dos anos 90. Meu segundo computador foi um 486 e o primeiro tinha sido um 286. O 486 executava muitos jogos que eu gostava, mas com o som limitado pelo “PC speaker”, um alto-falante no gabinete conectado diretamente à placa-mãe, que só produzia alguns efeitos sonoros primitivos. Eu tinha gráficos de consoles de 16 ou até 32 bits, mas sons de Atari 2600. As exceções eram alguns jogos como o Pinball Fantasies que usavam trilha sonora no formato MOD, que consistem em amostras de instrumentos. Assim, música era reproduzida no PC Speaker, ainda que com qualidade sofrível.

O cenário mudou quando eu ganhei um kit multimídia da Creative, que vinha com uma Sound Blaster 16, um drive de CD quad speed, um par de caixinhas de som e alguns jogos e softwares em CD-ROM. Foram uns bons anos com esse kit.

Posteriormente fui em uma Fenasoft em São Paulo e adquiri um outro kit, dessa vez com uma Sound Blaster AWE64, um drive de CD-ROM com receptor infravermelho e controle remoto, caixinhas de som mais robustas, e novamente alguns jogos e softwares em CD-ROM. Ainda tenho essas caixinhas, que funcionam até hoje. Elas já vieram com uma fonte de energia, ao contrário das anteriores que funcionavam com pilhas e o adaptador de energia para ligar à rede elétrica era opcional. São caixinhas melhores que quaisquer caixinhas baratas que se encontram hoje em dia em qualquer loja de informática.

A Sound Blaster AWE64 me acompanhou até 2004. Depois disso adquiri uma Sound Blaster Audigy 2 ZS Platinum. Lembro que comprei na finada loja Portal do PC, que era provavelmente a única loja do Brasil com produtos diferenciados na época. De início eram bons e confiáveis, mas chegou um ponto em que começaram a atrasar as entregas e colecionar reclamações. Sem saber disso eu fiz minha compra e por pouco eu não fiquei sem a minha placa. Tive que ligar insistentemente, todos os dias, até cansá-los. E fui até ameaçado por um sujeito de lá, mas no final entregaram minha placa.

A Audigy 2 ZS Platinum eu tenho até hoje. O painel frontal é um diferencial interessante que eu usei bastante. Usei para conectar fones de ouvido e ter um controle de volume do amplificador, usei as entradas RCA para ligar mesa de som e gravar com minha banda da faculdade, dentre outros tantos usos.

Em certo momento fui montar um outro micro que levaria para minha nova casa e fui procurar uma placa atual para colocar nele, uma eventual sucessora da Audigy 2 ZS Platinum, e o que encontrei foi a Sound Blaster Zx, que já mostrei aqui no Skooter Blog. Ela tem um módulo de controle com microfone embutido, entradas P2 e P10 para microfone, P2 e P10 para fones de ouvido e controle de volume para os fones de ouvido. Esse controle era bastante conveniente para ligar fones de ouvido, principalmente considerando que o gabinete ficou um tanto distante na minha nova configuração, e o controle de volume à mão sempre foi uma grande vantagem.

Mas a Sound Blaster Zx tinha um problema de sumir do meu sistema quando o computador entrava em modo de espera. Foi algo que parece ter iniciado a partir do Windows 10. Quando isso acontecia era preciso desligar o sistema e ligá-lo novamente. É um problema que outros usuários relatam, mas a Creative nunca foi capaz de consertar. Tentei drivers oficiais e alternativos sem nunca ter sucesso. Acabei desistindo e vendendo ela, ficando só com o som onboard.

Não que o som onboard das placas-mães atuais seja ruim. Pelo contrário, o som onboard foi ficando tão bom com o tempo que o mercado de placas de som separadas praticamente acabou e sobrou apenas um pequeno nicho. Apesar do som bom,  me incomodava ter que ligar fones de ouvido no painel frontal do PC e não ter um controle prático, ou ter que ligá-los na saída de fones da caixinha de som (Logitech Z623).

Sempre tive o desejo de possuir uma placa-mãe externa, ou pelo menos uma com módulo externo, como a Sound Blaster Zx. O empurrão que faltava veio quando adquiri os Fones de Ouvido Bluetooth Audio Technica ATH-M50xBT2. Eu estava pesquisando bons fones para comprar e depois de ler muitos reviews de fones mais baratos, todos com algum porém, acabei optando por esse que, apesar de mais caro, me pareceu um fone de ouvido definitivo para mim. Ele é bluetooth e é claro que eu vou usá-lo sem fio por conveniência na maior parte do tempo, mas gosto da alternativa de  poder conectá-lo a um amplificador com cabos, até porque sei que a bateria eventualmente vai falhar e não sei se poderá ser substituída, mas o fone pode durar por décadas, e com os fios poderá ser usado por décadas.

Tendo um fone de ouvido de excelente qualidade, senti a necessidade de um DAC/Amplificador que estivesse à altura. Novamente li diversos reviews e concluí que o DAC Topping DX3 Pro+ era a melhor escolha para mim, e provavelmente uma escolha definitiva também. Na faixa de preço dele parece não haver nada melhor.

A busca por opções definitivas e bater o martelo para comprar coisas que normalmente eu adiaria a compra por anos veio com a eleição do pinguço ladrão. Eu sabia que ele acabaria com as importações cedo ou tarde, então corri para comprar tudo o que estava pendente. Hoje eu sei que agi corretamente, pois para comprar esse equipamento hoje é necessário pagar 93% de imposto, algo totalmente imoral e que só é defendido por gente que não tem o mínimo de vergonha na cara.

O DAC Topping DX3 Pro+ é produzido nas cores preto e prata. Optei pelo preto que combina com meu gabinete, monitor e outros equipamentos.

Unboxing e Instalação

O DAC Topping DX3 Pro+ veio em um envelope bolha. Dentro dele a caixa original do produto, de papelão robusto. Dentro da caixa, por sua vez, estava o DAC acompanhado da fonte de alimentação com tomada no padrão europeu/brasileiro, a antena de Bluetooth, controle remoto, cabo USB, cartão de garantia e manual de instruções.

O DAC é todo em metal passando a impressão de qualidade. A parte frontal tem um plug P2 para fones de ouvidos, um display LED, receptor IR e um botão de controle de volume e multi-função. Na parte traseira há um par de saídas RCA analógicas para enviar áudio analógico estéreo, um par de entradas RCA coaxiais, cada uma podendo receber áudio digital, uma entrada óptica também para áudio digital, um jack USB Tipo B, o conector da antena de Bluetooth, e a entrada da fonte de alimentação de 15V. O controle remoto é pequeno, tem apenas 12 botões, mas a maioria das funcionalidades só podem ser acessadas por ele.

Em branco no display aparece o sinal de entrada: BT, USB, OPT, COA1, ou COA2. Em laranja aparecem todas as outras informações, como o indicador de ganho, canal de saída, dígitos que indicam volume ou frequência da entrada, e informações sobre o sinal sendo decodificado. Com o controle remoto é possível ligar e colocar o DAC em stand by, ajustar o volume, mudar as entradas e saídas, ajustar o brilho do display, dentre outras funcionalidades.

A entrada USB aceita sinais nos formatos PCM e DSD, sendo PCM de 44,1 KHz até 768 KHz em 16 a 32 bits. Pelas entradas coaxiais e ótica, PCM é suportado de 44,1 KHz até 192 KHz, de 16 a 24 bits, além de DSD64. Pelo Bluetooth vários formatos são aceitos: AAC, SBC, APTX, APTX LL, APTX HD, e LDAC.

O DAC entra em modo stand by automaticamente se nenhum sinal for detectado, e volta à ativa quando algum sinal é detectado. É ótimo usá-lo assim no PC, de modo que eu não preciso me preocupar em ficar ligando ou desligando.

O DX3 Pro+ tem vários modos de funcionamento. No modo apenas amplificador de fones de ouvido a saída RCA fica desativada e o volume é ajustável. Também é possível habilitar apenas as saídas RCA. Nesse caso é possível escolher se o dispositivo vai atuar apenas como DAC ou também como pré-amplificador. Apenas como DAC não há controle de volume e o display fica mostrando a taxa de amostragem da entrada. Como pré-amplificador o volume funciona e é mostrado na tela. Finalmente, há um modo que ambos o fone de ouvido e a saída RCA funcionam simultaneamente, que é o que eu uso normalmente.

A conexão com o PC eu fiz via cabo USB. Apesar do DAC ser detectado automaticamente e funcionar sem drivers, ele tem drivers do fabricante que podem ser baixados no site e instalados. Também fiz testes usando o cabo óptico. Nesse caso é a placa-mãe onboard que envia o sinal digital para o DAC decodificar. Quem quer usar efeitos de equalizador e outros da placa de som onboard pode optar pela conexão via cabo óptico ou coaxial, dependendo das saídas disponíveis na placa-mãe. A conexão Bluetooth é interessante para conectar um telefone celular ou alguma outra origem sem fio ao DAC, mas é algo que eu apenas testei rapidamente e não pretendo usar muito.

A saída de fones de ouvido fica à disposição dos Fones de Ouvido Bluetooth Audio Technica ATH-M50xBT2, apesar de eu usá-los mais no modo Bluetooth quando estou apenas editando vídeo. As saídas RCA eu conectei às entradas RCA do meu conjunto 2.1 Logitech Z623. Eu sei que esse conjunto provavelmente não está à altura do DAC, mas é o que eu tenho atualmente.

Note que não vou entrar aqui em especificações mais técnicas ou fazer avaliações da qualidade do equipamento, pois não tenho conhecimento nem equipamentos para isso, e já há diversos outros reviews online que cobrem muito bem essas questões.  O que eu posso dizer é que estou há mais de um ano usando o DAC Topping DX3 Pro+ e não encontrei qualquer defeito nele. Cabe ressaltar que meu uso é basicamente  videoconferências, editar vídeos, algum jogo eventualmente, e ouvir música enquanto trabalho, então as exigências não são tão altas.

Confira as fotos e o vídeo do DAC Topping DX3 Pro+:

Veja também alguns screenshots:

Rastreamento

O pacote foi enviado com código de rastreamento iniciando em LX e finalizando em CN, ou seja, um ePacket. As informações de rastreamento não estão mais disponíveis na AliExpress nem no site do Correios por conta do tempo decorrido, mas recuperei-as no Muambator:

04/03/2023 11:41 Entrega Efetuada
Unidade de Distribuição - [REMOVIDO]/SP

04/03/2023 10:43 Objeto saiu para entrega ao destinatário
Unidade de Distribuição - [REMOVIDO]/SP

03/03/2023 14:19 Em trânsito para Unidade de Distribuição - [REMOVIDO]/SP
Unidade de Tratamento - INDAIATUBA/SP Objeto encaminhado

02/03/2023 13:55 Em trânsito para Unidade de Tratamento - INDAIATUBA/SP
Unidade de Tratamento - CURITIBA/PR Objeto encaminhado

02/03/2023 13:53 Fiscalização aduaneira finalizada
Unidade Operacional - CURITIBA/PR

01/03/2023 09:29 Recebido/Brasil
Unidade Operacional - CURITIBA/PR

22/02/2023 20:31 Em trânsito para País - BR
País Objeto encaminhado

22/02/2023 20:29 Objeto recebido na unidade de exportação no país de origem
País

22/02/2023 16:01 Objeto postado
País

Tabela-Resumo

Esta é a tabela-resumo da compra:

Nome do Produto:DAC Topping DX3 Pro+ HiFi Amplificador de Fones, Decodificador, Pré-Amplificador, DSD256, ES9038Q2M
Nome Original:TOPPING DX3 PRO+ DX3 PRO Plus HIFI DAC Headphone Amplifier DX3pro plus DSD256 ES9038Q2M High Resolution Decoder Preamplifier
Loja:AliExpress – Natures audio Store
Valor:R$911,13
Valor atual:R$1.103,98 (US$ 199,00)
Forma de Pagamento:Cartão de Crédito Internacional
Tipo de Frete:AliExpress Standard Shipping
Valor do Frete:Gratuito
País de Origem do Pacote:China
Data de Compra:20/02/2023
Data de Envio:22/02/2023
Data de Entrega:04/03/2023
Tempo em Trânsito:10 dias
Conteúdo Declarado:Headphone Amplifier
Tipo de Conteúdo Assinalado:
Valor Declarado:US$ 44.19
Tributado:Não
Valor Tributável:
Valor do Imposto:

Considerações Finais

Após mais de um ano de uso do DAC Topping DX3 Pro+, posso dizer que estou plenamente satisfeito. Ele liga e desliga sozinho com meu PC e passa praticamente despercebido, o que é ótimo. Na maior parte do tempo está conectado às caixinhas de som, mas está sempre à mão para conexão de fones de ouvido, com controle de volume fácil. Da qualidade sonora também não tenho do que reclamar, provavelmente é um equipamento definitivo para mim e só vou substituí-lo se apresentar algum defeito.

Fiz minha compra no momento certo, pois não tive que pagar nenhum imposto. Este DAC não tem qualquer concorrente ou revenda no Brasil e não existe qualquer razão para que seja tributado. Mesmo assim, quem comprar agora vai ter que dar 93% de imposto pro desgoverno, com a desculpa de que estão tentando proteger a indústria nacional inexistente. Consequências de muita gente votando errado…

Compartilhe o artigo com seus amigos se você gostou. 😉 O Skooter Blog precisa de sua ajuda na divulgação para continuar existindo.

0 0 votos
Article Rating
(Visitado 22 vezes, 1 visitas hoje)

Link permanente para este artigo: https://www.skooterblog.com/2024/05/28/review-dac-topping-dx3-pro-hifi-amplificador-de-fones-decodificador-pre-amplificador-dsd256-es9038q2m/

Inscrever
Notificar sobre
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Gostaríamos de saber o que você pensa, deixe seu comentáriox