ago 07 2014

Meu Mega Drive III da Tec Toy por dentro e amostras de som

Você sabia que nem todos os Mega Drive são iguais? E não falo apenas das diferenças regionais ou das diferenças externas óbvias entre os modelos Mega Drive e Mega Drive II (chamado Genesis II nos EUA e Mega Drive III no Brasil), mas sim de mudanças internas, seja no PCB (placa de circuito impresso), seja nos componentes.

Mudanças de PCB e componentes internos não são nenhuma novidade, acontecem com todos os videogames e demais eletrônicos. Os motivos variam: diminuição de custos, correção de erros, falta de componentes no mercado, etc.

Mas que diferença isso faz para o jogador? Pode fazer uma bela diferença, pois a qualidade da imagem e do som do Mega Drive varia conforme os componentes internos que foram utilizados. Tanto o primeiro quanto o segundo modelo tiveram diversas versões de PCB e componentes que fazem diferença. Até mesmo um guia para diferenciar as diferentes versões já foi elaborado.

Quem acompanha o Skooter Blog já sabe como obter a melhor imagem de seu Mega Drive utilizando um cabo SCART, seja qual for a versão. Naquele artigo acabei colocando esse vídeo abaixo para tentar demonstrar como fica a imagem:

Acabou ficando uma demonstração meio porca porque eu não tenho placa de captura HDMI, então tive que filmar a tela da TV, o que certamente deixou a imagem prejudicada. E o som também, apesar do foco não ter sido o som, que aparentemente não melhora nem piora com o uso do cabo SCART, quando comparado a um cabo A/V tradicional (comparado com o cabo RF naturalmente melhora). Mas assistindo ao vídeo o Matheus Ferreira notou que o som do meu Mega Drive III parece ser melhor que o dos Genesis II que costumam mostrar nas comparações, e pediu uma foto da parte de baixo para verificar se era uma PCB menor, característica dos Genesis II que vieram mais tarde e que tinham som melhor que os primeiros Genesis II.

Pois bem, meu Mega Drive III é de 1993, e esteve comigo nesses 21 anos. É anterior à diminuição de PCB do Genesis II, então teoricamente deveria ter um som ruim caso o guia do Genesis II americano também se aplique ao Mega Drive III da Tec Toy. O Mega Drive brasileiro sempre foi tido com idêntico ao Genesis americano, apenas com o sistema NTSC convertido para o PAL-M, que só é utilizado no Brasil. Mas no caso do Mega Drive III até as diferenças externas vão um pouco além. Por exemplo, a porta RF parece estar presente apenas na versão brasileira. No Japão, na Europa e nos EUA os televisores sem entradas A/V provavelmente já estavam extintos em 1993 e a Sega optou por não colocar uma porta RF. Mas no Brasil, sempre atrasado, as TVs sem entrada A/V ainda predominavam, razão pela qual a Tec Toy deve ter optado por incluir uma porta RF.

Imaginei que a inclusão da porta RF no modelo nacional pudesse ter obrigado a Tec Toy a redesenhar a PCB, então resolvi fazer melhor que tirar apenas uma foto da parte de baixo do meu Mega Drive III. Como não há lacres, cuidadosamente removi alguns parafusos do meu fiel companheiro de 21 anos e pude expor sua parte interna em favor não só da minha curiosidade, mas também para dar minha contribuição à comunidade que há anos vem desvendando os mistérios das muitas versões do Mega Drive III.

As fotos abaixo mostram o que eu encontrei. A primeira surpresa: a Tec Toy fazia sua própria PCB. Nela está escrito: “Tec Toy VA0 171.6349C-10. Cod 199.000.851.816. Prod. Z. F. Manaus Ind. Bras.”. É até estranho ver uma PCB feita no Brasil. Se fosse nos dias de hoje, as chances são grandes de que essa PCB tivesse sido fabricada na China e a “fabricante” nacional se limitaria a colocar os Mega Drive já prontos nas embalagens.

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0: SEGA 315-5660-02 FC1004 9320 ECIM

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0: SEGA 315-5660-02 FC1004 9320 ECIM

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

Mega Drive III da Tec Toy, com PCB VA0

O chip de I/O (IC6) traz as inscrições “SEGA 315-5660-02 FC1004 9320 ECIM”. Esse ASIC inclui o VM3438, o mesmo chip de áudio dos Genesis II que tem áudio ruim, pois os melhorezinhos tem o YM2612 discreto. A princípio eu imaginava que o som inferior se devia ao YM3438 embutido em vez do YM2612 discreto. Mas depois encontrei outra informação dizendo que o YM3438 é um YM2612 melhorado, com melhor DAC, e a versão que a Sega usou é ainda melhor. Então por que, ironicamente, o som dos primeiros Genesis II é o pior de todos?  A explicação é que o chip não tem nada com isso, e a culpa é do circuito de amplificação ruim que a Sega usou. Existe até um mod (Tiido’s Crystal Clear Audio Mod) para deixar o Genesis II com o melhor som possível em um Mega Drive.

Seria possível que a Tec Toy tivesse utilizado um circuito de amplificação melhor? Proporcionando um som também melhor? Ou será que foi o áudio da TV capturado pela minha câmera que distorceu o som do meu Mega Drive ao ponto dele parecer melhor? Para tirar a dúvida resolvi ligar o Mega Drive diretamente na entrada de linha da minha placa de som e fazer algumas gravações.

Infelizmente não consegui fazer a captura de forma otimizada. Como a TV mais próxima do meu PC não tem entrada HDMI, tirei o cabo SCART e coloquei o cabo A/V (vídeo composto e áudio estéreo), ligando o vídeo na TV e o áudio no PC, mas parece que esse cabo está com algum problema e a imagem não aparece corretamente ligando dessa forma. Só colocando o cabo de áudio também na TV é que ele transporta o vídeo corretamente. Provavelmente há algum problema na malha do cabo de vídeo, ou o aterramento não foi corretamente ligado nela na construção do cabo. A solução que encontrei foi usar um chaveador apenas como intermediário. Ele também deve juntar todas as malhas (terra) internamente e assim eu pude ligar a saída de vídeo dele na TV e o áudio no PC. Como o PC está meio distante da TV ainda tive que usar um extensor P2 <-> P2 além do do cabo RCA -> P2, então é possível que algum ruído ou problema de áudio extra tenha sido gerado nessa gambiarra toda.

Neste teste utilizei os mesmos jogos do outro vídeo e também alguns jogos que já foram comparados em outros vídeos no Youtube. E o resultado está no vídeo abaixo:

É claro que a compressão do Youtube pode ter causado alterações, então deixo também uma versão FLAC com compressão sem perdas:

Os resultados são um tanto decepcionantes. Se por um lado o áudio do meu Mega Drive III não é tão ruim quanto o dos Genesis II que eu ouvi em alguns vídeos, por outro lado ele está longe de ser bom quanto o do Genesis modelo 1, com o “High Definition Graphics”. E o pior de tudo é que meu primeiro Mega Drive foi um Genesis modelo 1, com o High Definition Graphics, dos que vinham com RF e o cartucho do Sonic 1. Infelizmente ele acabou sendo vendido alguns anos depois para aquisição de um Super Nintendo. E esse Mega Drive III que eu tenho até hoje ganhei depois em 1993. Ou seja, eu poderia ter hoje um Genesis Modelo 1 com áudio excelente, que é raridade aqui no Brasil visto que a grande maioria comprava a versão japonesa que entrava no Brasil via Paraguai, e outros tantos compravam a versão da Tec Toy. E provavelmente ainda teria a caixa em perfeito estado, assim como ainda tenho a do Mega Drive III.

Algumas outras curiosidades das fotos:

  1. Nas fotos também aparece o MDG-VA3424, que aparentemente é exclusividade do Mega Drive III da Tec Toy, que até onde sei é o único Mega Drive “Modelo 2” com saída RF.
  2. O chip IC1, com nome “3C3 UA HD68HC000CP8 JAPAN” é o chip principal, o Motorola 68000.
  3. O chip IC4, com nome “SEGA 315-5676 9332KX001” é o famoso Z80, o co-processador responsável pelo áudio do Mega Drive. O Z80 é o chip principal do Master System, o que explica a perfeita retrocompatibilidade do Mega Drive com o Master System. Ou quase perfeita, mas as imperfeições ficam por conta de diferenças no joystick.
  4. Os dois chips em pé ali (IC7 e IC8), que eu acabei falhando em não tirar uma foto mostrando a inscrição, são a memória VRAM de 64KB.
  5. Os chips IC2 e IC3, com nome “TOSHIBA TC51832AFL-10 JAPAN 9321HAK” são a memória RAM principal, do Motorola 68000, também de 64KB.
  6. O chip IC11, com nome “MB3514 9325 M37” é o codificador RGB.
  7. O chip IC5, com nome “E9320 NMS64X8M10” é a memória RAM do Z80.
  8. O OSC1, com nome “TXC-2 OSC 53.634 MHz T.Q.C. 3J” é o oscilador (gerador de clock).

E para encerrar: será que vale a pena procurar um Genesis Modelo 1 High Definition Graphics para ter não só a melhor imagem de um Mega Drive, mas também o melhor som? Ou é melhor se contentar com o Kega Fusion que pode proporcionar som e imagem até melhores, apesar de não ser o hardware real? Gostaria de saber a opinião dos leitores que conseguiram chegar até aqui. 🙂

Link permanente para este artigo: https://www.skooterblog.com/2014/08/07/meu-mega-drive-iii-da-tec-toy-por-dentro-e-amostras-de-som/

Deixe um comentário

18 Comentários em "Meu Mega Drive III da Tec Toy por dentro e amostras de som"

Notificar sobre
avatar
Ordenar por:   mais novos | mais velhos | mais votados