«

»

out 16 2015

Imprimir Post

Monitor Dell UltraSharp de 27 polegadas Ultra HD 5k com PremierColor UP2715K

Monitor Dell UltraSharp de 27 polegadas Ultra HD 5k com PremierColor UP2715K é conhecido como “o primeiro monitor com ultra definição de 5k do mundo”. São 5.120 x 2.880 pixels, um total de mais de 14 milhões de pixels. Além disso ele conta com o PremierColor, que proporciona excelente precisão de cor, 99% de cobertura de AdobeRGB e 100% de cobertura de sRGB. O Dell  UP2715K foi adquirido no meu trabalho, e é com ele que estou trabalhando há cerca de uma semana. Não vou tentar fazer um review aqui, pois já existem vários feitos por especialistas. Vou deixar apenas as minhas impressões.

Foi meu primeiro contato com uma resolução tão alta. Eu não tenho TV 4K, ainda acho que elas estão muito caras e pouco conteúdo está disponível. Temos praticamente apenas o Netflix com conteúdo 4K, mas para utilizá-lo é preciso uma conexão de Internet de pelo menos 25 Mbps, o que é algo que eu não tenho. Mas no caso de monitores a história é diferente. Se o entretenimento em 4K/5K não está amplamente disponível, trabalhar com 4K/5K já é possível. O Windows 10 já está pronto para ampliar o tamanho do texto, janelas e outros itens, de forma que a resolução 5K é imediatamente percebida, pois praticamente toda a ampliação é feita em nível vetorial. Textos e gráficos vetoriais ficam perfeitos.

A densidade de pixels é tão alta que é possível ficar a menos de 10 cm do monitor sem conseguir enxergar um único pixel individual. Eu só havia visto isso no iPad, a partir da terceira geração com o Retina Display, que é o nome que a Apple escolheu para as telas com alta densidade de pixels. No caso do iPad são 264 dpi. O Dell  UP2715K tem 218 dpi, a mesma densidade de pixels do iMac com Retina Display de 5K. Eu cheguei a pensar que não faria sentido uma resolução tão alta em uma tela de 27″, mas faz. Pode não fazer diferença em TVs, onde normalmente ficamos longe da tela, mas no caso de monitores, em que trabalhamos a menos de 1 metro da tela, faz uma bela diferença.

Para se ter uma ideia, minha Câmera Digital Canon PowerShot SX60 HS tira fotos de 16 megapixels, 4608 x 3456 pixels, o que significa que dá para ver quase a foto toda na tela sem redimensionar. Para edição de fotografias, trabalhos gráficos, etc. é excelente. Até mesmo para edição de texto e para navegar na Internet a alta densidade de pixels torna tudo mais agradável e natural.

Dell  UP2715K tem tela rígida e com acabamento mais glossy, ao contrário do monitor que eu usava anteriormente, um Dell U2410 onde a tela é flexível e fosca. Ambos usam painel IPS. O Dell  UP2715K tem tratamento anti-reflexo, mas ainda assim é possível ver algum reflexo quando a imagem é bem escura. Mas nada muito preocupante, a menos que você trabalhe com uma janela bem atrás de você ou algo parecido.

O Windows 10 redimensiona quase tudo automaticamente para 200%. Esse valor é configurável ao gosto do usuário. Usando o ajuste em 200% o tamanho dos itens na tela fica tal qual em uma tela de 2560 x 1440 pixels, mas com a vantagem da alta densidade de pixels. Exceções ficam por conta das janelas do Windows UAC e do Prompt de Comando, que aparecem sem serem redimensionadas e ficam bem pequenas, mas dá para ler sem muito esforço. A grande maioria dos aplicativos também já redimensiona automaticamente. Praticamente toda ferramenta que uso para trabalhar respeita o redimensionamento e fica perfeito. Isso também inclui aplicativos comuns como Office, navegadores, Skype, Thunderbird, Tweetdeck, Spotify, dentre outros, todos perfeitos. Exceção fica por conta do mIRC, que precisa ter a fonte aumentada manualmente. Os softwares da Adobe, como o Photoshop, também fazem o redimensionamento automático nas versões mais recentes (CC em diante), mas nas mais antigas (CS5, por exemplo) os ícones e algumas janelas ficam bem pequenos, dificultando o trabalho.

Um requisito não muito comum para utilizar o Dell  UP2715K é ter pelo menos duas saídas DisplayPort na placa de vídeo, pois um único cabo DisplayPort 1.2 não consegue transmitir todos os 5.120 x 2.880 pixels, ficando limitado à resolução 4K (4.096 x 2.160). No micro onde o Dell  UP2715K foi instalado temos uma Placa de Vídeo Gigabyte GeForce GTX 970 (GV-N970G1 GAMING-4GD) com 3 portas DisplayPort, pois trabalhamos com programação em CUDA eventualmente, então ela dá conta do recado. É claro que para quem pretende utilizar jogos no Dell  UP2715K é preciso mais poder de processamento, eu diria até que Quad SLI não é exagero nesse caso. Mas como vou usar apenas profissionalmente e com gráficos predominantemente 2D, a GTX 970 é suficiente.

Ao ligar as duas DisplayPort da GTX 970 no Dell  UP2715K, ele já passou a funcionar imediatamente em 5.120 x 2.880 pixels. Não tive problemas nem mesmo em ver as tela de boot e de configurações da BIOS. Esse problema é relatado por alguns usuários e a solução tosca da Dell é recomendar ter um segundo monitor apenas para fazer configurações. Felizmente não terei de passar por isso.

Um problema que venho enfrentando é que deixei o Dell U2410 como segundo monitor, ligado na terceira DisplayPort da Gigabyte GeForce GTX 970. Porém, quando os monitores entram em stand by, apenas o Dell  UP2715K retorna. O Dell U2410 permanece em stand by e a única maneira de acordá-lo é desconectando e reconectando o cabo DisplayPort. Como ele sempre funcionou perfeitamente antes do Dell  UP2715K, descarto problemas com o monitor ou cabos. Creio que seja algo com a placa ou com os drivers da NVidia. Mas já estou usando a última versão dos drivers e já atualizei a BIOS da placa. Por enquanto é um problema sem solução.

O aspecto do Dell  UP2715K é 16:9, enquanto o do Dell U2410 é 16:10, pois ele trabalha com 1920 x 1200. Na verdade eu sempre achei que 16:9 fica melhor para TVs, e que monitores se beneficiam da altura extra proporcionada pelo 16:10. Mas na mudança para 4K/5K o aspecto 16:10 parece ter sido deixado para trás pelos fabricantes. Como a resolução é bem maior e também tenho 3 polegadas a mais no tamanho total, não estou sentindo falta do 16:10.

O Dell  UP2715K também conta com um hub USB 3.0, é uma porta de entrada e 4 portas de saída, todas na parte traseira. Nesse ponto o Dell U2410 leva certa vantagem, pois duas das quatro portas USB são na lateral. Porém temos que considerar que o Dell U2410 é bem mais grosso e as portas são apenas USB 2.0. O Dell  UP2715K é mais fininho, e na lateral coube apenas o leitor de cartões SD, que é bem prático.

Posso dizer que estou bastante satisfeito com o  Dell  UP2715K. O único ponto negativo é não poder ter um desses em casa. 🙂 Em casa tenho também um Dell U2410, que até então me parecia perfeito. Mas, depois de trabalhar com o Dell  UP2715K, quando vou trabalhar em casa percebo bem a diferença de trabalhar com “apenas” 1920 x 1200 em 24 polegadas. Aguardarei ansiosamente pelo dia em que os preços se tornem mais acessíveis e eu possa ter um Dell  UP2715K em casa também.

Monitor Dell UltraSharp de 27 polegadas Ultra HD 5k com PremierColor UP2715K, em sua embalagem

Monitor Dell UltraSharp de 27 polegadas Ultra HD 5k com PremierColor UP2715K, em sua embalagem

IMG_2365

Sobre o autor

Skooter

Skooter é cientista da computação e fundador do Skooter Blog. Tem interesse em tudo relacionado a tecnologia e gosta de economizar fazendo suas compras diretamente do exterior.

Link permanente para este artigo: https://www.skooterblog.com/2015/10/16/monitor-dell-ultrasharp-de-27-polegadas-ultra-hd-5k-com-premiercolor-up2715k/

Deixe um comentário

1 Comentário em "Monitor Dell UltraSharp de 27 polegadas Ultra HD 5k com PremierColor UP2715K"

Notificar sobre
avatar
Ordenar por:   mais novos | mais velhos | mais votados
trackback

[…] eu não tenha TV ou monitor 4K para assistir em casa. Porém já assisti vídeos feitos com ele no Monitor 5K que tenho no meu trabalho, e a qualidade é […]

wpDiscuz