[Dicas da Tec Toy] Astro Warrior – Master System

Astro Warrior para o Master System foi lançado pela Sega em 1986. É um shoot’em up vertical com power ups que podem ser coletados para aumentar a velocidade e o poder de fogo.

O jogo tem 1 Mega e me recordo que na época ele era um tanto desdenhado por não ter final, algo que remete aos tempos do Atari 2600, cuja maioria dos jogos era “infinitos”, voltando à primeira fase após a última, apenas com mais dificuldade, se repetindo indefinidamente. O Astro Warrior tem 3 fases, e após completa-las o jogo começa novamente, com uma dificuldade maior.

Hoje vejo que esse desdém era um tanto injusto, uma vez que o Astro Warrior tem gráficos bonitos, música decente e é um jogo divertido.

Astro Warrior é um dos jogos que estavam disponíveis na locadora que eu frequentava. Me recordo de te-lo alugado pelo menos duas vezes. Ele foi lançado no Brasil pela Tec Toy em 1991, e sua capa  pode ser vista abaixo, conforme extraída do Tec Toy Wiki:

Capa do Astro Warrior da Tec Toy.

Capa do Astro Warrior da Tec Toy.

A história do jogo aparece na traseira da caixinha, como segue:

Astro Warrior leva você à imensidão do universo, numa batalha emocionante contra poderosas estações e naves inimigas.

Atire rápido. Atire na hora certa. A precisão será sua maior aliada.

Neste jogo de aventura espacial, as chances estão contra você, e a única saída é tornar sua nave mais forte e com mais armas. Mas para isso você precisa ser um verdadeiro campeão.

Prepare-se para muita ação, pois qualquer descuido pode levá-lo ao fim do jogo.

Cinco anos mais tarde a Tec Toy modificou o Astro Warrior, transformando-o no Sapo Xulé S.O.S. Lagoa Poluída, que foi lançado em 1996. Trocaram a abertura, os sprites do jogo e transformaram o preto do espaço no verde da lagoa poluída.

Certamente foi uma forma que a Tec Toy encontrou de se aproveitar do sucesso do personagem e dar uma sobrevida ao console de terceira geração, em uma época em que os consoles da quinta geração já despontavam.

A capa de Sapo Xulé S.O.S. Lagoa Poluída pode ser vista abaixo, conforme extraída do Tec Toy Wiki:

Capa do Sapo Xulé S.O.S. Lagoa Poluída da Tec Toy.

Capa do Sapo Xulé S.O.S. Lagoa Poluída da Tec Toy.

A nova historinha na traseira de caixinha ficou assim:

Três ganaciosos cientistas uniram-se num projeto ambicioso: construir um complexo secreto de usinas submarinas processadoras de lixo, que poderiam gerar energia barata, porém, com grande prejuízo para a natureza. Resolveram instalar as usinas no brejo e, a bordo de três submarinos ultramodernos, colocaram o projeto em andamento.

Em pouco tempo, o fundo da lagoa já estava repleto de lixo: eram pneus, garrafas, latas, tambores, botas e mais uma infinidade de outros detritos utilizados como matéria-prima pelas usinas. A vida dos animais da região já estava ameaçada!

Os seres do brejo, desesperados, foram consultar o velho sábio Cágado Adão que, sem demora, encontrou uma forma de eliminar o lixo do fundo da lagoa, destruir as usinas e ainda expulsar os invasores: construiu uma poderosa nave submarina munida com uma metralhadora laser e duas armas com grande poder de fogo, que funcionavam sincronizadas com o movimento da nave.

O Sapo Xulé foi escolhido para realizar a missão e, pilotando o submarino especial, partiu rumo ao fundo da lagoa onde estavam instaladas as usinas.

Pelo rada, os cientistas detectaram o perigo e imediatamente refugiaram-se em seus poderosos submarinos. Utilizando-se do lixo submerso, os bandidos construíram armas terríveis para enfrentar o Sapo Xulé. Eram garrafas-torpedos, pneus-bombas, naves-parafusos, cascas de bananas giratórias e muitas outras engenhocas letais comandadas à distância e que deveriam proteger as usinas, os submarinos e ainda destruir o Sapo Xulé.

Numa guerra submarina com forças tão equilibradas, a vitória só poderá pertencer aos mais inteligente e hábil dos guerreiros.

E agora a minha principal contribuição para a comunidade: o folheto que a Tec Toy me enviou com as dicas do Astro Warrior lá nos anos 90, época do saudoso Master Club. A versão com o Sapo Xulé ainda não existia na época, mas as dicas naturalmente valem para ela também.

O folheto segue o formato tradicional, com uma única folha de formulário contínuo, com impressão matricial. Ele contém o enredo, o objetivo e uma única dica para passar pelos chefes (as naves mães), que na verdade é até um tanto óbvia.

Confira o folheto com as dicas do Astro Warrior digitalizado:

Dicas Tec Toy - Astro Warrior - Master System

Dicas Tec Toy – Astro Warrior – Master System

Para completar, fiz dois videozinhos, um demonstrando o Astro Warrior, e outro demonstrando o Sapo Xulé S.O.S. Lagoa Poluída, ambos feitos com o hardware original e nada de emulação, como de costume. Confira:


Os equipamentos utilizados para esta captura foram:

Link permanente para este artigo: https://www.skooterblog.com/2019/07/23/dicas-da-tec-toy-astro-warrior-master-system/

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
3 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Hottest comment thread
3 Autores de comentários
Polter Autores de comentários recentes
  Inscrever  
mais novos mais velhos mais votados
Notificar sobre
Membro
Iuri Fiedoruk

Este jogo me lembra Star Force do Famicom, que eu joguei muito. E morri muito, eheheh.

Polter
Visitante
Polter

Então quando a Tec Toy lancou o Sapo Xulé, o Astro Warrior já havia sido lançado há 10 anos e ainda nao estava obsoleto.

Membro
Rafael Lima

Joguei muito esse joguinho do Sapo Xule.

×